Tamanho do texto

Patric e Neto Baiano marcaram no segundo tempo da partida e decretaram o triunfo por 2 a 0 do rubro-negro

Acabou sendo ‘só’ 2 a 0, pois o Sport merecia bem mais. Em uma noite inspirada, os rubro-negros atropelaram o Náutico na Ilha do Retiro, no primeiro jogo da final do Campeonato Pernambucano e só não golearam graças à boa atuação do goleiro alvirrubro.

Patric, já no segundo tempo abriu o placar, aos 19 minutos. Neto Baiano fechou a conta para o Leão aos 39 minutos e garantiu vantagem para o rubro-negro.

Na próxima partida, o Sport joga por um empate para ficar com o título. Qualquer vitória do Náutico leva a partida para os pênaltis.

Sport venceu o Náutico pelo Pernambucano
Aldo Carneiro Costa/Gazeta Press
Sport venceu o Náutico pelo Pernambucano

O jogo
Empurrado pela torcida, o Sport começou a partida com um grande ímpeto ofensivo, buscando abrir vantagem logo nos primeiros minutos.

Assim, a equipe rubro-negra criou - e desperdiçou várias chances antes mesmo dos 20 minutos de jogo. Para Ewerton Páscoa faltou mira. Felipe Azevedo, duas vezes, parou no goleiro do Náutico.

A única chance de gol do Timbu no primeiro tempo foi em um chute de longe. Zé Mário arriscou de fora da área e obrigou Magrão a fazer uma boa defesa.

No fim da primeira etapa, o Sport voltou a fazer uma ‘blitz’ em busca do gol inaugural. Novamente, os anfitriões chegaram com perigo. No entanto, Felipe Azevedo, de novo, e Aílton, em cobrança de falta, pararam na boa atuação do arqueiro Alessandro.

Os donos da casa continuaram melhores depois do intervalo e, aos 19 minutos, enfim, conseguiram abrir o placar com Patric. Aílton cruzou para Neto Baiano, que trabalhou como pivô, tocando para o lateral direito bater de primeira e fazer 1 a 0.

O Leão continuou em cima do Timbu, como um predador cercando sua presa. Repetindo o roteiro da etapa inicial, o Sport esperou os minutos finais para voltar a fazer pressão. Ewerton Páscoa e Durval pararam em Patric, em dois lances seguidos.

No entanto, o goleiro não pôde fazer nada quando Durval desviou lançamento de Renê, deixando Neto Baiano na cara do gol. O atacante tocou na saída de Alessandro e marcou o segundo.

Aos 43 minutos, Marcelinho chegou a balançar as redes pelo Náutico, mas o árbitro anotou impedimento e anulou o lance.

Assim, o placar se manteve inalterado até o apito final, que decretou a vantagem dos rubro-negros.

O segundo jogo da final está marcado para a próxima quarta-feira, na Arena Pernambuco. O duelo está marcado para as 22 horas (de Brasília).

Igualdade na luta pelo terceiro lugar
Santa Cruz e Salgueiro se enfrentaram no primeiro jogo valendo o terceiro lugar e, no Estádio Cornélio de Barros, em Salgueiro, ficaram no empate em 1 a 1.

Kanu abriu o placar para os salgueirenses, no primeiro tempo, e Betinho empatou para o Santa Cruz na etapa final, decretando o resultado final.

Na próxima partida, marcada para a próxima terça-feira, a partir das 20 horas (de Brasília), no Arruda, um novo empate leva o jogo para os pênaltis. Quem vencer fica com o terceiro lugar.

FICHA TÉCNICA
SPORT 2 X 0 NÁUTICO

Local : Ilha do Retiro, Recife (PE)
Data : 16 de abril de 2014, quarta-feira
Horário : 22 horas (de Brasília)
Árbitro : Wilton Pereira Sampaio
Assistentes : Elan Vieira de Souza e Wlademir de Souza Lins
Cartões amarelos : Patric, Ferron e Ewerton Páscoa (Sport); Flávio e Zé Mário (Náutico)

Gols :
SPORT: Patric, aos 19min, e Neto Baiano, aos 39min do segundo tempo;

SPORT : Magrão; Patric, Ferron, Durval e Renê; Ewerton Páscoa, Rodrigo Mancha, Wendel (Renan Oliveira) e Aílton; Neto Baiano e Felipe Azevedo (Ananias)
Técnico : Eduardo Baptista

NÁUTICO: Alessandro; Jackson, Leonardo, Flávio e Raí; Dê, Yuri, Marcos Vinícius (Vinícius) e Zé Mário; Leleu (Marcelinho) e Paulo Júnior (Geovane)
Técnico : Lisca

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.