Tamanho do texto

Dirigentes corintianos estipularam prazo para que os colegas cariocas respondam se aceitam negociar o atacante

O diretor de futebol do Corinthians , Ronaldo Ximenes, conversou na tarde de terça-feira com o vice-presidente de futebol do Fluminense , Ricardo Tenório. O dirigente alvinegro avisou o colega tricolor que aguarda até quarta-feira uma resposta sobre a possibilidade de transferência de Rafael Sobis.

"Continuamos o processo de negociação e definimos o prazo máximo para encerrar de maneira positiva ou não: até amanhã", disse Ximenes, que mostrou um otimismo comedido em relação às chances de um acordo. "Cinquenta por cento. É sim ou não", sorriu.

E mais: Após polêmica com São Paulo, Jadson exalta campanha do Ituano no Paulistão

A ideia inicial alvinegra era um empréstimo, descartado pelo Fluminense. Diante da resposta, o Corinthians emprestou ao Grêmio o meia Rodriguinho - que interessava aos cariocas e poderia ser envolvido em uma troca - e passou a negociar a compra de parte dos direitos de Sobis.

O Corinthians topa pagar um valor próximo dos R$ 4 milhões por 50% dos direitos econômicos do atacante de 28 anos. Cabe ao Fluminense se entender com sua patrocinadora e cogestora, a Unimed, e decidir se topa a transação com o clube do Parque São Jorge.

A possibilidade de acerto era maior quando Renato Gaúcho era o técnico tricolor. Sobis estava encostado no elenco e passou a ser escalado pelo novo comandante, Cristóvão Borges, que pressiona por sua permanência. A Unimed, porém, segue disposta a se livrar do alto salário do atleta.

Se ouvir uma reposta negativa, a diretoria do Corinthians buscará soluções alternativas, uma vez que a necessidade de um atacante já era apontada pela comissão técnica antes mesmo do empréstimo de Emerson ao Botafogo. "O Sobis não dando certo, existe uma lista de atletas que nos interessam. Não é fácil, mas buscaremos antes do Brasileiro", explicou Ronaldo Ximenes.

Corinthians agradece Emerson Sheik

O Corinthians publicou um texto em seu site oficial agradecendo os serviços prestados por Emerson, emprestado oficialmente ao Botafogo nesta terça-feira. Encaminhada desde a semana passada, a cessão do atleta até 31 de dezembro foi assinada após a realização de exames médicos.

Intitulado "Obrigado, Emerson Sheik!", o comunicado recorda os 138 jogos e 23 gols do atacante em preto e branco, espacialmente os dois contra o Boca Juniors, na final da Copa Libertadores de 2012. Ilustra o agradecimento justamente a foto da segunda bola colocada na rede naquela noite de 4 de julho.

"O Sport Club Corinthians Paulista agradece a Emerson por toda a garra e a dedicação demonstradas com a camisa do Timão, por gols e atuações importantes que deram vitórias e títulos ao Alvinegro e pelo respeito que sempre teve com a instituição. O clube deseja uma boa sorte e sucesso ao atacante no futuro da carreira", diz o texto.

Para se livrar do atacante de 35 anos, que não fazia mais parte dos planos desde o ano passado, a agremiação do Parque São Jorge seguirá pagando metade de seu salário. Ele não aceitou as primeiras ofertas de empréstimo e só topou sair quando os dirigentes lhe deixaram claro que não haveria oportunidades com o técnico Mano Menezes.

Campeão do Paulista, do Brasileiro, da Libertadores, da Recopa Sul-americana e do Mundial pelo Corinthians, o Sheik jamais recuperou o prestígio com boa parte da torcida desde que publicou a foto de um beijo em um amigo, em agosto passado. Não ajudou a sua produção em campo, sem nenhum gol desde a polêmica - sua última bola na rede foi em julho.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.