Tamanho do texto

Decisão do Campeonato Paulista teve playback do hino nacional, falta de energia antes do jogo e outras bizarrices

Jogadores do Ituano comemoram título do Paulista após vitória, nos pênaltis, sobre o Santos
Léo Pinheiro/Futura Press
Jogadores do Ituano comemoram título do Paulista após vitória, nos pênaltis, sobre o Santos

Se dentro de campo foi o Ituano quem roubou a cena ao conquistar o título do Campeonato Paulista no domingo, algumas histórias paralelas ocorridas no estádio do Pacaembu foram tão ou mais interessantes que o próprio jogo. A reportagem do iG Esporte acompanhou a partida entre Santos e Ituano e conta aqui os bastidores do duelo.

Leia mais bastidores do Paulistão no Blog do Nicola: Tudo o que você não viu e nem ouviu sobre a final do Paulistão

Queda de energia elétrica antes de a bola rolar

Horas antes de a partida começar, o estádio do Pacaembu não tinha energia elétrica, por causa da chuva que atingiu a capital paulista no último sábado. A Eletropaulo informou que o problema foi solucionado por volta das 13h40 com o auxílio de um gerador, mas mesmo depois desse horário a energia voltou a cair, e o placar do estádio parou de funcionar.

Cheerleaders repetem apresentação e se atrapalham em coreografia

Apesar de terem apresentado as mesmas músicas da primeira decisão, as cheerleaders do Paulistão – grupo criado pela FPF (Federação Paulista de Futebol) – se atrapalharam ao dançar músicas como “Piradinha”, de Gabriel Valim, e “Não para”, de Anitta. Faltaram sincronia e ensaios.

Veja fotos da final do Paulistão de 2014:

Dupla sertaneja faz playback até do hino nacional

A dupla sertaneja João Bosco e Vinícius pagou o maior mico ao fazer playback do hino nacional brasileiro, além de quatro músicas do próprio álbum. A situação ficava ainda pior quando o sistema de som do estádio abria o microfone dos cantores no intervalo entre uma canção e outra e ouvia-se um chiado.

Globo censura mensagem do Bom Senso FC

A TV Globo escondeu a faixa do Bom Senso FC carregada pelos jogadores do Santos antes de o jogo começar. Durante a transmissão, a emissora fechou a câmera apenas no semblante dos atletas e na torcida presente ao estádio. A mensagem do movimento dizia: “Final de campeonato: 1 campeão, 500 clubes sem atividades e 12 mil desempregados”.

Santos tem ação especial frustrada

Confiante em conquistar o título paulista, o Santos convidou santistas ilustres para acompanhar a partida no Pacaembu. E eles não deram muita sorte. Entre os convidados estavam o apresentador Marcelo Tas, o comediante João Vicente, o rapper Projota e o roqueiro Supla. 

Título do Ituano tem dedo de Felipão

Os jogadores do Ituano entraram em campo com uma faixa para Luiz Felipe Scolari. A mensagem, “Felipão, nós acreditamos, nós confiamos, boa sorte”, era agradecimento por um vídeo motivacional enviado pelo treinador da seleção brasileira aos atletas. O técnico relembrou a conquista da Copa do Brasil de 1991 com o Criciúma para dizer que seria possível a equipe do interior ser campeã paulista sobre o Santos.

O assessor do Ituano, Acaz Fellegger, também presta serviços ao comandante da seleção.

Delegada parabeniza presidente da FPF

Margarette Barreto, delegada titular do Decradi (Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância), fez questão de parabenizar o presidente da FPF, Marco Polo Del Nero, no estacionamento do Pacaembu, após o jogo. Ela é figura conhecida também no futebol por investigar crimes envolvendo torcidas organizadas, entre eles a invasão no CT do Corinthians.

O lateral-direito Dick, do Ituano, por pouco não foi esquecido pelo ônibus após a partida
Gabriela Chabatura/ iG
O lateral-direito Dick, do Ituano, por pouco não foi esquecido pelo ônibus após a partida

Goleiro campeão leva bola do jogo para casa

Herói ao defender o pênalti de Neto que garantiu o título paulista ao Ituano, o goleiro Vagner levou a bola da partida para casa. Nos vestiários do Pacaembu, enquanto os demais atletas faziam festa, Vagner só sossegou quando conseguiu com o árbitro Raphael Klaus assegurar seu “troféu”.

Camisa “Ituano campeão paulista 2014”

A confiança do Ituano no título estadual era o grande o bastante a ponto de o clube mandar fazer camisetas comemorativas para todo o elenco e comissão técnica. Com os dizeres “Sempre acreditamos, Ituano campeão paulista 2014”, as camisas substituíram os uniformes dos atletas na hora da premiação. Muitos jogadores não tiraram nem na hora em que voltaram para Itu.

"Lepo Lepo" embala vestiário do Ituano

Hit do carnaval 2014, a música “Lepo Lepo”, do grupo Psirico, embalou a festa no vestiário do Ituano. Em alguns momentos, o som tocado pelos jogadores era tão alto que a entrevista coletiva do técnico Doriva ficou inaudível.

Jogadores do Ituano dão banho em Doriva

Tradicional gesto em comemorações de títulos, os jogadores do Ituano interromperam a entrevista coletiva de Doriva e deram um banho de água gelada no treinador. A princípio assustado, ele logo entrou no clima de festa.

Jogador campeão é esquecido por ônibus

A delegação do Ituano só deixou o Pacaembu cerca de duas horas após o término da disputa de pênaltis que lhe rendeu o título paulista em cima do Santos. Enquanto o ônibus com o elenco manobrava para deixar o estacionamento do estádio, o lateral-direito Dick apareceu correndo mancando e gritando para o motorista: ele estava sendo esquecido.

Festa termina apenas no estádio Novelli Júnior

O ônibus com a delegação do Ituano saiu do Pacaembu e foi direto para o estádio Novelli Júnior, sede do clube, em Itu. Com parte das arquibancadas tomadas por torcedores, os jogadores foram ovacionados um a um ao som de “We Are The Champions”, da banda Queen. Os maiores aplausos, no entanto, ficaram para o gestor Juninho Paulista: “Tiramos do campeonato os quatro grandes de São Paulo. Esse título tem que ser muito valorizado. Não é fácil”, disse.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.