Tamanho do texto

Meia, ex-Penapolense, diz que tem recebido muitas mensagens da torcida e nega pressão com a camisa do Corinthians

Petros faz seu primeiro treino no Corinthians
Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians
Petros faz seu primeiro treino no Corinthians

Um dos destaques do Penapolense no Campeonato Paulista, o meio-campista Petros converteu uma das cobranças que decretaram a eliminação do São Paulo nas quartas de final do Campeonato Paulista. Apresentado pelo Corinthians nesta segunda-feira, o jogador admitiu que o fato de ter sido algoz de um grande rival pode lhe ajudar com a torcida alvinegra, mas disse que prefere ser venerado pelo que fará dentro de campo.

Leia também:  Petros diz que terá pés no chão e não escolhe posição no Corinthians

"Nos últimos dias, tenho recebido muitas mensagens de torcedores. Isso (a eliminação do São Paulo) pode, sim, ter contribuído, mas o principal é minha forma de jogo. Sou muito guerreiro, eu me doo pelo time, dou a minha vida. E acho que isso fará a torcida gostar de mim", afirmou o novo reforço do Timão.

Natural de Juazeiro, o jogador sabe que será mais pressionado a partir de agora. Aos 24 anos, Petros apresenta no currículo apenas passagens por times modestos: Bahia de Feira, Boa Esporte e Penapolense.

"Não tem como não aumentar (a pressão), pela proporção que tem esse clube. Eu preciso estar ciente da responsabilidade para poder desempenhar bem o meu papel", afirmou.

Com contrato até o fim do Campeonato Paulista de 2015, o volante já treina com o elenco e deve estar à disposição do técnico Mano Menezes na estreia do Campeonato Brasileiro, marcada para o próximo dia 20, contra o Atlético-MG, fora de casa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.