Tamanho do texto

Inter de Limeira foi o último time que conseguiu vencer um dos quatro principais clubes do estado na decisão do campeonato

Jogadores do Ituano comemoram gol sobre o Palmeiras que decretou classificação para final
HELIO SUENAGA / Gazeta Press
Jogadores do Ituano comemoram gol sobre o Palmeiras que decretou classificação para final

Corinthians , Palmeiras , São Paulo e Santos . Juntos, os quatro são donos de 90 títulos do Campeonato Paulista . Maior surpresa da atual edição por ter chegado à final, o Ituano tem a chance de realizar algo que não acontece há quase 30 anos: fazer um dos quatro grandes clubes do estado perder a decisão contra um adversário menos tradicional.

Estaduais:  Flamengo, Grêmio, Cruzeiro e Vitória têm vantagem em finais contra rivais

A última vez que isso aconteceu foi em 1986, quando a Internacional de Limeira se sagrou campeã ao vencer o Palmeiras na decisão, que teve o Morumbi como palco dos dois jogos. Após empate sem gols no primeiro duelo, o time do interior conquistou o principal título da sua história centenária ao vencer o segundo confronto pelo placar de 2 a 1.

O time de Limeira era comandado na época por Pepe, ídolo santista e segundo maior artilheiro da história do clube -- atrás apenas de Pelé. A campanha vitoriosa rendeu à equipe o apelido de "Dinamarca Caipira", em alusão à seleção que se destacou na Copa do Mundo daquele mesmo ano pela força do ataque. Hoje, o clube está na terceira divisão estadual.

Desde 1986, apenas três clubes de menos tradição foram campeões do Paulistão. Em 1990, o Bragantino, de Vanderlei Luxemburgo, ganhou do Novorizontino, de Nelsinho Baptista, na chamada "final caipira". Os quatro principais clubes do estado voltaram a ficar em segundo plano em 2004, quando o São Caetano foi campeão em cima do Paulista. Na edição de 2002, o título ficou nas mãos do próprio Ituano, que levou a melhor sobre o União São João. Mas, desta vez, a competição não contou com as participações de Corinthians, Palmeiras, São Paulo e Santos -- que disputaram naquele ano uma versão ampliada do Torneio Rio São Paulo. 

Mas nas vezes em que a final do Paulistão contou com um dos quatro principais clubes do estado, os times menores não conseguiram mais ter sucesso. Mas nem sempre estas decisões foram desequilibradas.

Relembre abaixo:

Ano Campeão Vice Como foi a decisão
1988 Corinthians Guarani Após empate em 1 a 1 no Morumbi, o título corintiano veio em Campinas com a vitória por 1 a 0 após prorrogação, com gol de Viola 
1989 São Paulo São José Os dois jogos foram disputados no Morumbi. O São Paulo venceu o primeiro por 1 a 0. No segundo, os times empataram sem gols
2001 Corinthians Botafogo-SP O Corinthians resolveu a situação logo no primeiro jogo, ao vencer em Ribeirão Preto por 3 a 0. No segundo, empate sem gols no Morumbi
2007 Santos São Caetano Os dois jogos aconteceram no Morumbi. O São Caetano venceu o primeiro por 2 a 0. Mas o Santos devolveu o placar no segundo duelo e ficou com o título por ter feito melhor campanha
2008 Palmeiras Ponte Preta Depois de vencer em Campinas por 1 a 0, o Palmeiras acabou com qualquer esperança de virada do oponente ao golear por 5 a 0
2010 Santos Santo André Os dois jogos foram no Pacaembu. O Santos ganhou o primeiro por 3 a 2. O Santo André devolveu o placar no segundo, mas faltou um gol para superar a vantagem do adversário
2012 Santos Guarani O Santos passou fácil nos dois confrontos, ambos no Morumbi. Depois de vencer o primeiro por 3 a 0, ganhou o segundo por 4 a 2


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.