Tamanho do texto

Decisão da vaga na semifinal da Liga dos Campeões no duelo de espanhóis fica para o segundo confronto, na capital do país

Neymar comemora o gol do empate do Barcelona diante do Atletico de Madri
AP
Neymar comemora o gol do empate do Barcelona diante do Atletico de Madri

Em jogo de ataque contra defesa, Barcelona e Atlético de Madri empataram em 1 a 1 no Camp Nou, em partida válida pelo jogo de ida das quartas de final da Liga dos Campeões . Os gols do encontro foram marcados por representantes de duas gerações diferentes de atletas revelados pelo Santos: Diego e Neymar.

Confira tabela de jogos, artilharia e notícias da Liga dos Campeões

Campeão brasileiro pelo clube da Vila Belmiro em 2002 ao lado do atacante Robinho, Diego abriu o placar para o time visitante após acertar um chute forte cruzado de fora da área. Mas o principal responsável pela conquista santista da Libertadores de 2011 coroou a boa atuação com o gol de empate do Barcelona, após receber passe açucarado de Iniesta.

Diego começou o jogo no banco de reservas, mas entrou antes dos 30 minutos de jogos no lugar do atacante Diego Costa. Dúvida para a partida por causa de uma lesão muscular, o atacante conseguiu entrar em campo, mas não conseguiu resistir às dores por muito tempo e precisou ser substituído. Com isso, o ex-santista entrou em campo para fazer a armação, deslocando David Villa para o ataque.

O jogo de volta entre os clubes espanhois acontece na próxima semana, na quarta-feira, em Madri. Por ter feito um gol fora de casa, o Atlético se classifica à semifinal da Liga dos Campeões em caso de um empate sem gols. 

Veja fotos dos jogos de ida das quartas de final da Liga dos Campeões

O jogo

A melhor chance do time visitante foi logo aos 4 minutos, quando estava com a marcação adiantada e quase surpreendeu o Barcelona. Em saída de bola errada de Pinto, Koke roubou e rolou para Villa, que desperdiçou na altura da marca do pênalti a oportunidade mais perigosa do primeiro tempo.

Aos 11 minutos, Tata Martino foi obrigado a intervir. Seu principal defensor, Gerard Piqué, caiu de mau jeito em disputa de bola e sentiu dores nas costas. Imediatamente, o jovem Bartra substituiu o camisa 3.

Diego Simeone também teve problemas para resolver. Diego Costa, que ameaçava não jogar por causa de dores após a rodada do final de semana do Espanhol, sentiu fisgada na coxa direita em uma arrancada e deu lugar a Diego. Com o meia, o Atlético voltou à sua formação tradicional.

Na melhor chance do Barça, Messi fez impressionante jogada individual e deixou Iniesta na cara do gol. Na hora da finalização, Godín conseguiu um corte providencial e evitou o que seria o primeiro gol dos catalães.

No início do segundo tempo, o jogo continuou no mesmo ritmo. Aos 10, aproveitando uma sobra, Diego limpou a marcação e soltou uma bomba de longe, marcando um golaço. O goleiro Pinto ainda tocou na bola, mas não teve força para conseguir o desvio.

A partir disso, o Barça se mostrou mais nervoso e partiu desesperado em busca do empate, fazendo muitas faltas. Com a entrada de Sanchez no lugar de Fabregas, o time catalão passou a se movimentar melhor.

Um dos nomes do jogo, Iniesta viu a movimentação de Neymar e acertou um brilhante passe. De cara para o gol, o brasileiro chutou cruzado e empatou a partida. Na sequência, o time catalão se impôs de maneira incontestável sobre o Atlético, que pareceu abatido. Mesmo pressionando muito, o Atlético conseguiu se segurar e conseguiu levar para Madri a vantagem de ao menos um gol fora.

FICHA TÉCNICA
BARCELONA-ESP 1 X 1 ATLÉTICO DE MADRI-ESP

Local : Camp Nou, em Barcelona (Espanha)
Data : 1 de abril de 2014, terça-feira
Horário : 15h45 (de Brasília)
Árbitro : Felix Brych (Alemanha)
Assistentes : Mark Borsch e Stefan Lupp (ambos da Alemanha)
Cartões amarelos : Alba e Iniesta (Barcelona); Diego, Gabi, Koke, Turan e Juanfran (Atlético de Madri)

Gols :
ATLÉTICO DE MADRI: Diego, aos 11 minutos do segundo tempo.
BARCELONA: Neymar, aos 26 minutos do segundo tempo.

BARCELONA : Pinto; Daniel Alves, Piqué (Bartra), Mascherano e Jordi Alba; Busquets, Fàbregas (Sanchez), Xavi e Iniesta; Neymar e Messi
Técnico : Gerardo Martino

ATLÉTICO DE MADRI : Courtois; Juanfran, Miranda, Godín e Filipe Luís; Gabi, Tiago, Turan (Rodríguez) e Koke; Diego Costa (Diego) e Villa (Sosa)
Técnico : Diego Simeone

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.