Tamanho do texto

Na reapresentação desta segunda-feira, treinador conversou por vinte minutos com os jogadores. Wesley, que foi fazer um exame na região da bacia, não participou da reunião

Na tentativa de entender o que levou sua equipe a cair de rendimento justamente na derrota para o Ituano , neste domingo, o treinador Gilson Kleina realizou uma conversa particular com o elenco do Palmeiras nesta segunda-feira. O comandante alviverde levou todos os jogadores para o canto de um dos campos da Academia. Afastado da imprensa, e falou com o grupo por cerca de vinte minutos.

O técnico Gilson Kleina conversou por vinte minutos com os jogadores do Palmeiras, um dia após a elimininação para o Ituano no Campeonato Paulista
SERGIO BARZAGHI / Gazeta Press
O técnico Gilson Kleina conversou por vinte minutos com os jogadores do Palmeiras, um dia após a elimininação para o Ituano no Campeonato Paulista


O único que não participou da conversa foi o volante Wesley, que apenas passou pelo centro de treinamento nesta segunda-feira e seguiu a uma clínica particular para fazer exames detalhados de um trauma na região da bacia. O restante do grupo, no entanto, escutou o treinador.

O último a chegar ao local da conversa foi o chileno Valdivia. O meia, que entrou apenas na metade do segundo tempo na derrota para o Ituano, apareceu com uma proteção no tornozelo direito e mostrou dificuldades para caminhar, assim como Fernando Prass, Alan Kardec, Juninho e Bruno César, que deixaram o campo lesionados neste domingo.

E mais: Com gol de ex-corintiano, Palmeiras perde para o Ituano e está fora da decisão

Enquanto os reservas batiam bola no gramado, os titulares realizaram apenas um trabalho regenerativo. Além disso, nove jogadores encheram o departamento médico após a derrota deste domingo. No momento da conversa com o treinador, porém, todos os atletas se encaminharam até o campo onde se realizava o treinamento e sentaram no gramado para ouvir o que Gilson Kleina tinha a dizer.

Após a reunião com toda comissão técnica, os jogadores voltaram a realizar suas atividades. Enquanto os titulares seguiram para academia ou para o departamento médico, os reservas fizeram um trabalho tático, já utilizando a bola da Copa do Brasil, competição pela qual o Palmeiras entra em campo na próxima quarta-feira, contra o Vilhena, no estádio do Pacaembu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.