Tamanho do texto

Rafael Moura foi o autor dos dois gols colorados dentro da Arena, com Barcos descontando para os donos da casa

Neste domingo, a Arena Grêmio conheceu seu primeiro ganhador na história do clássico Gre-Nal. Válida pelas finais do Campeonato Gaúcho, a edição 400 do maior clássico do Sul brasileiro teve triunfo colorado, de virada, pelo placar de 2 a 1. Barcos inaugurou o placar em favor do Tricolor, mas viu Rafael Moura, duas vezes, decretar a vitória dos visitantes.

Assim, os comandados de Abel Braga levam boavantagem para o jogo de volta, que ocorre no dia 13 de abril (domingo). Porém, tal compromisso não possui estádio definido. São cogitados Beira-Rio, domínio colorado, em Porto Alegre, e o Centenário, situado em Caxias do Sul.

Grêmio e Inter fizeram o clássico de número 400
Flickr oficial do Grêmio
Grêmio e Inter fizeram o clássico de número 400

Esta fora a vitória de número 150 do Internacional na história dos Gre-Nais. Embora seja inferior no quesito finais de Gauchão conquistadas contra seu rival (18 a 17), o Colorado, além dos confrontos diretos, que contam com 125 empates e 125 ganhos tricolores, também é soberano em títulos estaduais (42 a 36).

O jogo – Atuando em seus domínios, o Grêmio criou sua primeira chance de gol logo aos três minutos. Após receber no setor esquerdo, Dudu escapou da marcação na base da força físca e, da entrada da área, desferiu um chute potente, que encobriu perigosamente a meta colorada. O Internacional respondeu dois minutos mais tarde, em investida do volante Willians, que terminou com uma conclusão rente à trave direita de Marcelo Grohe.

Com oito jogados, o goleiro gremista evitou, milagrosamente, o primeiro tento do Internacional. Em cruzamento na direita, Alex penetrou livre na área e testou firme, cara a cara com Marcelo Grohe, mas viu o arqueiro se esticar para espalmar a bola em seu canto direito. Aos dez, Barcos recuperou a bola na intermediária, mas concluiu fraco, facilitando a defesa do experiente Dida.

Porém, na marca dos 14, brilhou a estrela de Barcos, que jamais deixou de marcar em um Gre-Nal disputado na Arena. Aproveitando um preciso cruzamento de Pará, o argentino se antecipou à marcação e testou firme, no ângulo esquerdo de Dida, que nada pôde fazer. Com o placar inaugurado, o Grêmio pressionou e minutos exigiu grande defesa do arqueiro colorado, em meia-bicicleta executada pelo paraguaio Riveros.

Rafael Moura garantiu a vitória do Inter
Jefferson Bernardes/Preview.com/Gazeta Press
Rafael Moura garantiu a vitória do Inter

Logo no início da segunda etapa, a sina de empates na Arena Grêmio se fez presente: aos sete minutos, após receber de D’Alessandro, o Aránguiz cruzou na medida para Rafael Moura testar firme, pro chão, sem dar chances de defesa. Por pouco, a virada não veio com 14 jogados, quando Marcelo Grohe praticou intervenção providencial em finalização do volante chileno, que penetrou na área após receber um toque do “He-Man”.

Entretanto, Grohe nada pôde fazer para evitar a virada colorada, que veio aos 27 minutos. Em boa escapada de Fabrício, Rafael Moura aproveitou um cruzamento preciso do lateral-esquerdo para decretar o segundo gol do Internacional. Ainda houve tempo para a virada, mas Alan Patrick, substituto de Jorge Henrique, pecou em sua finalização, mandando a bola rente à trave gremista.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 1x2 INTERNACIONAL

Local : Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Data : 30 de março de 2014, domingo
Horário : 16 horas (de Brasília)
Árbitro : Leandro Pedro Vuaden
Assistentes : José Franco Filho e Rafael da Silva Alves
Cartões amarelos : Edinho (Grêmio); Willians e Paulão (Internacional)

GOLS :
GRÊMIO: Barcos, aos 14’ do 1T
INTERNACIONAL: Rafael Moura aos 7’ do 2T e aos 27’ do 2T

GRÊMIO : Marcelo Grohe; Pará, Werley, Rhodolfo e Wendell; Edinho, Ramiro e Riveros (Maxi Rodríguez); Dudu (Alan Ruíz); Luan (Jean Deretti) e Barcos
Técnico : Enderson Moreira

INTERNACIONAL : Dida; Gilberto, Paulão, Juan (Ernando) e Fabrício; Willians e Aránguiz; Alex (Ygor), D’Alessandro e Jorge Henrique (Alan Patrick); Rafael Moura
Técnico : Abel Braga

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.