Tamanho do texto

O treinador chegou a recolocar o time nos trilhos, mesmo sem empolgar e sem conseguir a classificação no Paulista

O Campeonato Paulista foi frustrante para o Corinthians. Após o mau começo, a evolução na parte final do estadual não foi suficiente para render vaga nas quartas de final e o Alvinegro amargou a precoce eliminação na primeira fase. Ciente das dificuldades encontradas até aqui, o técnico Mano Menezes ainda admite algumas alterações para aumentar a qualidade da equipe titular e cobra melhor rendimento para a disputa do Campeonato Brasileiro.

Eliminado, Corinthians evita polêmica, mas alfineta regulamento do Paulista

"Ainda teremos algumas mudanças, poucas, é verdade, porque queremos estabelecer uma realidade para esse momento um pouco diferente do que foi estabelecido até aqui. Temos que trabalhar com um referencial mais alto para que a equipe possa dar um salto mais alto e se coloque no patamar dos adversários que vamos encarar a partir de agora", planeja o treinador alvinegro, referindo-se aos concorrentes do Nacional.

Mano Menezes, técnico do Corinthians
Marcos Bezerra/Futura Press
Mano Menezes, técnico do Corinthians

Mano Menezes passou por poucas e boas nestes primeiros meses de temporada. A sequência de seis partidas sem vitória foi preponderante para a desclassificação no Campeonato Paulista e, neste período, o alvinegro foi goleado na Vila Belmiro e perdeu confiança com a invasão do CT por torcedores.

Mas aos poucos o técnico recolocou o time nos trilhos e o Corinthians, mesmo sem chegar a empolgar, mostrou evolução nas rodadas finais do estadual e passou de fase na Copa do Brasil em apenas um jogo com o Bahia de Feira. Para o treinador, a melhora é consequência da reformulação do time titular.

"Entendemos que foi muito necessário fazer essa mudança e os resultados começaram a aparecer. Hoje, temos uma defesa toda nova, com exceção do Gil, sofremos um pouco no início, mas chegamos à terceira partida sem sofrer gols. As coisas vão entrando na normalidade a partir do momento que você repete a escalação. Lógico que, em determinados momentos, não iríamos render como deveríamos, mas acho que foi a escolha certa", analisa Mano, que na segunda metade do Paulistão deu espaço para Fagner, Cléber e Fábio Santos, atuais titulares ao lado de Gil na defesa.

Além do setor defensivo mudado, o restante da equipe também sofreu profundas alterações. Os então recém-chegados Bruno Henrique, Jadson e Luciano pegaram a camisa e foram para o jogo, enquanto Romarinho voltou a animar os torcedores com boas atuações.

Corinthians tem quatro semanas para corrigir os erros visando o Campeonato Brasileiro. O primeiro compromisso pelo Nacional é contra o Atlético-MG, fora de casa, no próximo dia 20.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.