Tamanho do texto

Atacante não concorda com possível mudança do técnico Oswaldo de Oliveira, preocupado com fragilidade da marcação

Na contramão da preocupação demonstrada pelo técnico Oswaldo de Oliveira após os três gols que o Santos sofreu contra o Rio Claro, no último fim de semana, o atacante Thiago Ribeiro defendeu a escalação ofensiva adotada pelo time nos últimos jogos - além dele, Gabriel, Geuvânio e Leandro Damião formam o quarteto ofensivo. Na opinião do camisa 11, a forma de atuar deve ser mantida no clássico do próximo domingo contra o Palmeiras, na Vila Belmiro.

"A gente vai jogar atacando, procurando fazer os gols. O Palmeiras tem uma grande equipe, mas o nosso estilo de jogo será o mesmo, apesar de ser um clássico. A gente tem uma maneira definida de jogar independentemente do adversário. Vamos jogar para cima, sufocando o Palmeiras", afirmou Thiago.

Leia mais: Damião e Gabigol exaltam força da Vila Belmiro antes de clássico

Insatisfeito com a marcação exercida pelos jogadores do ataque contra o Rio Claro, Oswaldo de Oliveira estaria cogitando a entrada do volante Alison no lugar de um dos atacantes.

Classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Paulista

"Temos jogado assim em todos os jogos e vem dando certo. Então não podemos mudar nossa maneira de jogar, (porque) nós só sabemos jogar assim. Temos esse DNA de jogar sempre buscando o gol, e a gente espera ter sucesso mais uma vez", disse Thiago Ribeiro.

O atacante acredita que o segredo para o sucesso da formação ofensiva está na compactação do time, que será decisiva para uma eventual vitória no clássico.

"Os atacantes são os que começam a marcação, aí entra o meio, até chegar à defesa. Em vários jogos conseguimos sufocar os adversários no campo de defesa deles, dificultando a saída de bola, mas, talvez, em um jogo ou outro, não conseguimos fazer isso, e quando o adversário consegue encontrar espaços para sair jogando, acaba estourando lá trás. Quando tomamos muito gols, a defesa é culpada. Se jogarmos de forma compacta, vamos ceder pouco espaço aos adversários e ter o controle do jogo", declarou.

Líder do Grupo C do Campeonato Paulista, com 33 pontos, o Santos precisará vencer o Palmeiras às 16 horas (de Brasília) deste domingo para terminar a primeira fase com a melhor campanha.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.