Tamanho do texto

Com dois de pênalti de Gerrard e um gol de Soares, Liverpool mostrou domínio no estádio Old Trafford

Gerrard beija a câmera depois de marcar o segundo gol para o Liverpool
Alex Livesey/Getty Images
Gerrard beija a câmera depois de marcar o segundo gol para o Liverpool

Na manhã deste domingo, o maior clássico da Inglaterra movimentou a 30ª rodada do campeonato nacional. Em Old Trafford, o Liverpool visitou o Manchester United com a missão de aproveitar o tropeço do Chelsea para se aproximar da liderança. E foi exatamente o que aconteceu: com dois pênaltis convertidos pelo capitão Steven Gerrard e um do artilheiro Suárez, os Reds venceram bem por 3 a 0 e mantiveram vivo o sonho do título.

Deixe seu recado e comente com outros leitores

Com este resultado, o Liverpool agora acumula 62 pontos na segunda colocação do Campeonato Inglês, quatro pontos e um jogo a menos que o líder Chelsea. A chance de encostar de vez na ponta da tabela é na próxima rodada, quando os comandados de Brendam Rodgers visitam o Cardiff, enquanto os Blues  fazem clássico com o Arsenal.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Inglês

Com objetivos mais modestos no torneio, o United segue na sétima colocação com 48 pontos, há cinco do Tottenham, que ocupa a quinta posição - último posto que rende vaga às competições europeias. Na briga para não disputar apenas torneios domésticos na próxima temporada, o time de Manchester tenta se recuperar em visita ao West Ham na 31ª rodada.

Gerrard comemora gol para o Liverpool diante do Manchester United no clássico inglês
Alex Livesey/Getty Images
Gerrard comemora gol para o Liverpool diante do Manchester United no clássico inglês


O jogo

A partida mal começou e a torcida mandante tomou um susto com menos de três minutos, quando Sturridge recebeu de Henderson e quase surpreendeu De Gea, e viram o rival começar melhor. Mas os Red Devils cresceram gradativamente até equilibrar a partida e até chegaram a tomar as rédeas do meio-campo por alguns minutos. Mas o United permitia contra-ataques do Liverpool e, aos 20 minutos, Sturridge levou perigo novamente. Ao receber em posição legal às costas da defesa, o atacante invadiu a área em boas condições de abrir o placar, mas bateu mascado para defesa tranquila de De Gea. O goleiro do time de Manchester voltou a trabalhar pouco depois, quando a bola sobrou para Joe Allen dentro da área e o meio-campista finalizou no meio do gol.

Neste momento, os visitantes impunham forte marcação, criando dificuldades para a criação de jogadas do time de Manchester. O Liverpool ainda apostava nas invertidas de jogo para encontrar espaços no ataque e a tática deu certo aos 34 minutos, quando Sturridge encontrou Suárez livre no lado esquerdo da área. O uruguaio tentou driblar Rafael, mas o brasileiro colocou a mão na bola, fez pênalti e só não foi expulso porque o árbitro não quis. Na cobrança, Gerrard deslocou De Gea e converteu com a categoria de sempre para abrir o placar.

A resposta do United veio pouco depois. Em arrancada pela direita, Rafael serviu Van Persie, que carimbou Skrtel em chute forte. Na sequência, o lateral brasileiro criou nova oportunidade ao cruzar rasteiro para Rooney mandar uma bomba de dentro da área, mas Mignolet fez milagre para impedir o empate e manter a vantagem dos Reds até o intervalo.

E a vantagem foi ampliada logo nos primeiros lances da etapa final. Em enfiada de bola de Henderson, Joe Allen foi empurrado por Phil Jones dentro da área e o árbitro assinalou o segundo pênalti para o Liverpool no jogo. E Gerrard converteu de novo. Escolhendo novamente o canto esquerdo de De Gea, o Captain Fantastic cobrou com tranquilidade para fazer mais um.

Após tomar o segundo gol, o Manchester United não teve outra escolha senão se jogar ao ataque, e passou a controlar as ações ofensivas. Aos 20 minutos, Fellaini aproveitou rebote da defesa após chute de Juan Mata, mas bateu por cima. Van Persie também teve oportunidade em bola área, mas cabeceou para fora. A ofensividade do time da casa deixava espaços para os Reds , que levaram perigo em chute da intermediária de Gerrard.

O capitão do time da cidade dos Beatles inclusive teve grande chance para conseguir o hat-trick. Aos 32 minutos, Sturridge escapou pelo lado direito e, na chegada de Vidic, se jogou para cavar o terceiro pênalti do Liverpool no jogo e a expulsão do zagueiro rival. Na cobrança, porém, Gerrard trocou de canto e acertou a trave. Mas o pênalti desperdiçado não faria falta e o Liverpool aproveitou ter um homem a mais em campo para seguir pressionando. Cinco minutos depois, Luis Suárez recebeu em velocidade, deu belo lençol em Phil Jones e bateu forte à queima-roupa, mas De Gea fez grande defesa. No lance seguinte, porém, o goleiro não conseguiu parar o artilheiro do Campeonato Inglês. Após chute de Sturridge, a bola carimbou a zaga e sobrou limpa para o uruguaio dominar e tocar no canto para dar números finais à partida.

Phillipe Coutinho e Lucas Leiva em campo

Dois brasileiros saíram do banco de reservas para ajudar o Liverpool a manter a vitória sobre o maior rival. Aos 26 do segundo tempo, Coutinho substituiu Sterling e deu tranquilidade ao meio-campo do time visitante, que então já vencia por 2 a 0. O volante, por sua vez, jogou bem menos, tendo entrado apenas aos 41 da etapa final.

Confira os demais resultados da 30ª rodada do Inglês

Hull City 0 x 2 Manchester City
Everton 2 x 1 Cardiff
Fulham 1 x 0 Newcastle
Southampton 4 x 2 Norwich
Stoke 3 x 1 West Ham
Sunderland 0 x 0 Crystal Palace
Swansea 1 x 2 West Bromwich
Aston Villa 1 x 0 Chelsea

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.