Tamanho do texto

Entre os titulares do São Paulo, Paulo Henrique Ganso continua pendurado, após a expulsão diante do Ituano

Luís Fabiano tenta se livrar da marcação do Ituano, neste domingo no Morumbi
Miguel Schincariol/Gazeta Press
Luís Fabiano tenta se livrar da marcação do Ituano, neste domingo no Morumbi

Dos três titulares do São Paulo que estavam pendurados com dois cartões amarelos, Luis Fabiano e Antônio Carlos foram advertidos na tarde deste domingo, na partida contra o Ituano , e cumprem suspensão automática na última rodada da primeira fase do Campeonato Paulista , ficando livres para o mata-mata. Já o meia Paulo Henrique Ganso chegou a ser advertido no decorrer da segunda etapa, mas acabou expulso nos minutos finais, ao fazer falta dura.

Assim, Ganso terá de cumprir o gancho automático na rodada de encerramento desta fase, no próximo fim de semana, diante do Botafogo. O camisa 10 retornará ao time no mata-mata, mas ainda pendurado com dois cartões amarelos, fazendo Muricy Ramalho lamentar.

Confira a classificação atualizada, artilharia e notícias do Campeonato Paulista

"O Ganso exagerou. Acho que se esqueceu que já tinha tomado cartão e fez uma falta que não é de costume. Mas é assim mesmo... Jogador também quer seu melhor e exagerou um pouquinho, mas nada de especial", afirmou o técnico, que descartou uma conversa com o meia sobre a expulsão.

E mais: Em jogo interrompido pela chuva, Ituano bate São Paulo e elimina o Corinthians

O primeiro a levar advertência neste domingo foi Luis Fabiano. No meio de semana, depois da partida contra o CSA, o atacante afirmou que tinha um interesse no compromisso contra o Ituano, mas riu e não respondeu ao ser questionado se queria forçar o terceiro cartão amarelo. O atleta foi advertido diante do Ituano aos 43 minutos do primeiro tempo, quando empurrou o adversário em jogada no meio-campo.

O camisa 9 ainda reclamou, gesticulando, com o árbitro. No intervalo, o atacante negou que tivesse merecido a advertência. "Foi injusto. Esse foi injusto. É engraçada minha situação...", declarou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.