Tamanho do texto

Voo que trouxe a equipe ao Brasil foi impedido de passar pelo Peru, retornou ao Equador e só então seguiu viagem para o Rio

Após a derrota por 2 a 1 para o Independiente del Valle na noite de quarta-feira,pela Libertadores, o Botafogo enfrentou uma maratona intensa para voltar ao Rio de Janeiro. Com quase três horas e meia de atraso, o clube de General Severiano desembarcou na capital carioca no começo da tarde desta quinta.

Aproximadamente duas horas depois de deixar Quito, a delegação botafoguense teve que voltar para o Equador, porque o governo do Peru não autorizou a entrada do voo fretado no seu espaço aéreo.

Tabela, classificação, artilharia e notícias da Libertadores

Com isso, os botafoguenses tiveram que ficar cerca de uma hora parados em Guayaquil dentro do avião. A aeronave foi abastecida e a tripulações traçou uma nova rota para chegar ao Aeroporto Tom Jobim. Até que a autorização foi cedida e finalmente eles chegaram ao Rio cansados e abatidos com a derrota na Copa Libertadores.

Em campo, o Botafogo acabou derrotado por 2 a 1 pelo Independiente Del Valle nesta quarta-feira e mostrou indignação com a arbitragem. A reclamação gira em torno das expulsões de Bolívar e Edílson, além da não marcação de possíveis faltas cometidas pelo time mandante.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.