Tamanho do texto

Com vaga nas quartas praticamente garantida, brasileiro sonha alto antes de confronto da volta contra o Bayer Leverkusen

O Paris Saint Germain recebe nesta quarta-feira o Bayer Leverkusen na capital francesa para confirmar sua vaga nas quartas de final da Liga dos Campeões . Depois de vencer o jogo de ida na Alemanha por 4 a 0, qualquer resultado que não a classificação francesa será uma grande zebra. Para o meia-atacante Lucas, titular no jogo da ida, o PSG não deve nada aos grandes clubes europeus e pode, sim, conquistar o título. 

Lucas tem sido titular do PSG no início de 2014
Benoit Tessier/Reuters
Lucas tem sido titular do PSG no início de 2014

"Temos uma equipe qualificada, uma equipe muito bem montada, com jogadores experientes, jogadores qualificados em todos os setores do campo. Temos um meio campo que toca muito bem a bola, com a qualidade do Thiago Motta, do Marco Verrati, a defesa, na minha opinião, é uma das melhores do mundo, um ataque também, que tem grandes jogadores. Então a gente tem uma equipe que pode chegar. Eu confio muito na minha equipe, nosso objetivo é chegar longe, a gente quer chegar na final, a gente pode pegar o titulo da Champions League", disse Lucas em teleconferência com veículos de imprensa do Brasil na última segunda-feira. 

Atlético de Madri e Bayern de Munique foram os primeiros a garantir vaga nas quartas de final da Liga dos Campeões. Nesta quarta-feira, o Barcelona recebe o Manchester City para defender vantagem de 2 a 0 obtida na Inglaterra. Em 2013, o PSG parou nas quartas de final para o Barcelona após dois empates (2 a 2 em Paris e 0 a 0 na Catalunha). 

Leia também: Lucas diz que Felipão não precisa explicar ausências nas convocações

Os confrontos das quartas de final serão definidos por sorteio na sede da Uefa em 21 de março. Os confrontos de volta entre Real Madrid e Schalke; Manchester United e Olympiacos; Chelsea e Galatasaray e Borussia Dortmund e Zenit serão na semana que vem. 

Lucas não teme rivais mais fortes na próxima fase. "Futebol é jogado em 90 minutos, ninguém ganha antes, ninguém ganha por comentários, por entrevistas, a gente tem que provar dentro do campo", comentou. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.