Tamanho do texto

Última vez que São Paulo venceu um clássico paulista foi em dezembro de 2012. Domingo enfrenta o Corinthians

Recém-chegado ao São Paulo , o volante Souza está incomodado com uma marca negativa que a equipe carrega desde 2 de dezembro de 2012. Foi nessa data a última vitória são-paulina em clássicos - 3 a 1 sobre o Corinthians, que se preparava para disputar o Mundial de Clubes, na última rodada do Campeonato Brasileiro de dois anos atrás.

Leia também: Pior líder, São Paulo é o primeiro classificado no Paulistão

"Não é normal. Com a grandeza que o São Paulo tem, devemos acabar com isso. Não adianta ficar lamentando o que passou", comentou Souza, autor de um gol na vitória por 4 a 0 sobre o Grêmio Osasco Audax, na noite de quarta-feira, no Morumbi.

A próxima chance de o São Paulo ganhar um clássico, após 12 deles sem vencer, será justamente contra o Corinthians. "Temos a oportunidade de quebrar esse jejum no domingo. Apesar de ser um jogo na casa do adversário, o São Paulo conta com totais condições de vencer. Será uma partida franca", previu Souza.

A preocupação com o Corinthians é tamanha que o volante já começou até a se poupar para o duelo. Contra o Audax, ele sentiu dores suportáveis no tornozelo e pediu para ser substituído. "Eu já vinha sentindo isso. Como as partidas estavam sendo sempre apertadas, não dava para sair do time nunca. Agora, com o placar mais tranquilo, aproveitei para dar uma descansada, já pensando no domingo", disse.

Se depender da sua evolução no Campeonato Paulista, o São Paulo fará um jogo acirrado com o Corinthians na tentativa de findar o seu jejum. A última derrota no torneio foi por 2 a 1 para a Ponte Preta, em 9 de fevereiro, justamente na estreia de Souza. Depois, o time empatou com Portuguesa (0 a 0), São Bernardo (1 a 1) e Santos (0 a 0) e ganhou de XV de Piracicaba (3 a 1) e Audax (4 a 0).

"Estamos confiantes, é claro, e agora teremos um clássico com o Corinthians. Tudo muda em um jogo como esse. Nossos jogadores entrarão em campo muito mais motivados, precisando da vitória para tirar esse jejum", concluiu Souza.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.