Tamanho do texto

Time de Gilson Kleina busca melhor campanha da primeira fase do Paulistão para ter vantagem no mata-mata

O Palmeiras tenta provar nesta quinta-feira, contra a Portuguesa , a partir das 19h30 no Pacaembu, que não entra em zona de conforto pela vaga na próxima fase do Campeonato Paulista já conquista. Diante da Portuguesa, o time inicia a sequência dos quatro últimos jogos antes das quartas de final e considera todas as partidas como "clássicos".

Veja a classificação, tabela de jogos, notícias e artilharia do Campeonato Paulista

"Não dá para classificar antecipadamente e relaxar. Queremos fazer os jogos da próxima fase em casa e, então, vamos fazer de tudo pela maior pontuação nesses quatro jogos", avisou Gilson Kleina, focado em superar o Santos, que tem os mesmos 26 pontos do Verdão, mas conta com saldo de gols superior.

Marquinhos Gabriel em treino do Palmeiras. Ele tem nova chance como titular
Leandro Martins/Futura Press
Marquinhos Gabriel em treino do Palmeiras. Ele tem nova chance como titular

Até como alternativa de motivação, já que a primeira colocação no grupo D do Estadual também parece ser questão de tempo, o treinador cobra a melhor campanha da primeira fase. Pensando assim, o confronto desta quinta-feira é decisivo, para não deixar o rival da Baixada Santista abrir vantagem.

"Não podemos entrar na zona de conforto e achar que atingimos nosso objetivo com a classificação. Temos que demonstrar o nosso foco. Queremos fazer um resultado positivo dentro de casa para ter uma briga paralela com quem vier com a maior pontuação", avisou o técnico, ressaltando ver o jogo desta quinta-feira como clássico.

"Não podemos colocar as tradições e os campeonatos porque o Palmeiras é o clube que mais venceu no século passado, mas por que não é clássico? Claro que é. A Portuguesa é uma equipe grande, com tradição, que merece respeito. Consideramos até um jogo de grande rivalidade por tudo que aconteceu na história, por mais que não seja tão acirrada", enfatizou.

Pensando assim, o Palmeiras precisará lidar, mais uma vez, com uma série de desfalques. Valdivia está suspenso e já ficaria ausente porque integra a seleção chilena que enfrentou a Alemanha nessa quarta-feira, em Stuttgart. Sem condições físicas, continuam fora os zagueiros Wellington, Victorino e Thiago Martins, o volante Josimar e os atacantes Diogo e Leandro.

Da equipe que venceu o São Bernardo na última rodada, a única mudança confirmada é a entrada de Mendieta no lugar de Valdivia. Marquinhos Gabriel, foi poupado do último treino tático antes da partida e Patrick Vieira treinou em seu lugar, mas o ataque deve continuar sendo formado por ele, Vinicius e Alan Kardec.

Já na Portuguesa, que vem de duas vitórias, Willian Magrão retorna à zaga depois de contusão e deve ser a novidade do técnico Argel Fucks. Perto de se garantir na primeira divisão do Paulista e ainda com remotas chances de se classificar, a Lusa tenta surpreender o Palmeiras para continuar sonhando.

"Estamos bastante focados neste jogo contra o Palmeiras, uma grande equipe que está fazendo uma excelente campanha. Pode ser um divisor de águas: se vencermos, aumentarão nossas chances de classificação e também acabará de vez qualquer possibilidade de queda no campeonato", apontou o atacante Henrique.

FICHA TÉCNICA -  PALMEIRAS X PORTUGUESA

Local: estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 6 de março de 2013, quinta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Vinicius Furlan (SP)
Assistentes: Carlos Augusto Nogueira Junior e Leonardo Schiavo Pedalini (ambos de SP)
Assistentes adicionais: Raphael Claus e Fabio de Jesus Volpato Mendes (ambos de SP)

PALMEIRAS: Fernando Prass; Wendel, Lúcio, Marcelo Oliveira e Juninho; Eguren, Wesley e Mendieta; Marquinhos Gabriel (Patrick Vieira), Vinicius e Alan Kardec
Técnico: Gilson Kleina

PORTUGUESA: Gledson; Régis, Diego Augusto, Willian Magrão e Bryan; Renan, Diego Silva, Wanderson e Rondinelly; Henrique e Leandro Banana
Técnico: Argel Fucks

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.