Tamanho do texto

Novo atacante do Corinthians marcou duas vezes na vitória por 3 a 0 sobre o Comercial na última quarta-feira no Pacaembu

O técnico Mano Menezes elogiou o trabalho realizado por Luciano em sua primeira participação significativa pelo Corinthians - no jogo anterior, havia atuado pouco mais de um minuto - antes de adotar alguma cautela com o atleta de 20 anos. Ele previu dificuldade maior na sequência do meia-atacante, autor de dois gols na vitória por 3 a 0 sobre o Comercial , na última quarta.

Luciano estreia pelo Corinthians com gol diante do Comercial
Mauro Horita/Agif/Gazeta Press
Luciano estreia pelo Corinthians com gol diante do Comercial

"O futebol é exatamente assim. Às vezes, você sonha com alguma coisa. O Luciano provavelmente sonhou, e a realidade foi maravilhosa, mas a gente sabe que outros jogos virão e não serão tão bons assim. Ele é um menino, vai oscilar, como é natural nessa fase da carreira", afirmou o treinador, que prometeu bater um papo com o novo artilheiro.

"Ele tem uma cabeça boa. Sabemos que o futebol vive de heróis e vilões. Ele é o herói da vez, com o nome estampado nas manchetes. Isso logicamente vai ter que ser bem entendido por ele. No próximo jogo, a cobrança será maior também. Quando não existe expectativa, tudo o que se faz está bom. Quando há a expectativa, é preciso estar preparado para ela", acrescentou.

Depois de responder algumas perguntas sobre o possível deslumbramento de Luciano, Mano procurou apontar "o aspecto bom". Segundo o técnico, o sucesso do meia-atacante contra o Comercial pode motivar outros garotos, como o atacante Paulinho, que estão à espera de uma oportunidade. E vai certamente motivar o próprio Luciano.

"A gente está aqui para ajudá-lo. Não queremos criar fantasmas. É bom o que ele fez. A penas a gente vai conversar com ele para que fique estabelecido que uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa. Os próximos 90 minutos vão ser muito mais duros", concluiu Mano Menezes.

Luciano nos vestiários do Pacaembu depois da vitória sobre o Comercial
Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians
Luciano nos vestiários do Pacaembu depois da vitória sobre o Comercial

Emoção
Luciano se emocionou com a boa atuação que teve na vitória do Corinthians sobre o Comercial.

"Chorei, sim. Nunca tinha jogado em um time tão grande como o Corinthians. Foi emocionante mesmo", afirmou o atleta de 20 anos, repetindo algo que havia feito nas categorias de base dos clubes por que passou. "Todas as minhas estreias tiveram gol. Aqui, não poderia ser diferente."

Luciano entrou no jogo aos 40 minutos do primeiro tempo, quando Guerrero saiu com uma contusão no joelho direito . Menos de dois minutos depois, em seu primeiro toque na bola, aproveitou cruzamento à meia altura de Uendel e abriu o placar no estádio do Pacaembu.

"Estou aqui para isso, venho trabalhando. Na hora em que a bola chegou ao Uendel, sabia que ele bateria cruzado. Ali, eu sabia o que fazer", disse o meia, que mostrou uma habilidade maior no segundo gol, um chute rasteiro cruzado após um bom drible. "Pitou a oportunidade, e eu estou aqui para isso."

Como a contusão de Guerrero parece ser mais séria, Luciano pode ter nova oportunidade na próxima semana, contra o Linense, embora a volta de Emerson seja mais provável. "Agora é seguir. Na próxima quarta, tem mais", sorriu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.