Tamanho do texto

Vitória por 3 a 0 no Pacaembu tem como grande protagonista o jovem atacante Luciano, 20 anos, autor de dois gols

O Corinthians contou com Luciano para fazer 3 a 0 no Comercial e alcançar sua terceira vitória consecutiva no Campeonato Paulista. Substituto do contundido Paolo Guerrero, o recém-chegado atleta de 20 anos marcou dois gols no Pacaembu e colocou pressão nos líderes do Grupo B. Gil balançou a rede pela primeira vez em preto e branco e fechou a contagem.

Leia também: Guerrero deixa o jogo com suspeita de lesão no menisco

Luciano estreia pelo Corinthians com gol diante do Comercial
Mauro Horita/Agif/Gazeta Press
Luciano estreia pelo Corinthians com gol diante do Comercial

O triunfo deixou a equipe do Parque São Jorge com 17 pontos, contra 18 do Ituano e 19 do Botafogo. Os primeiros colocados da chave entrarão em campo entre sexta-feira e sábado, pressionados pela ascensão alvinegra. Já o Comercial, estacionado nos oito pontos a quatro rodadas do final da primeira fase, segue na luta contra o rebaixamento.

Houve dificuldade para o Corinthians superar a marcação do time de Ribeirão Preto, que apostou em um cerco individual a Romarinho e a Jadson. Funcionou até o final do primeiro tempo, quando Uendel recebeu lançamento na esquerda, iludiu seu oponente e cruzou para Luciano balançar a rede.

Na etapa final, exceção feita a bons lances criados em passes de primeira de Jadson, os comandados de Mano Menezes pouco faziam para ampliar a vantagem. Até que, já aos 44 minutos, Luciano voltou a aparecer com um bonito chute da entrada da área. Nos acréscimos, Gil marcou de cabeça.

Marcação individual, enfim, superada
O técnico do Comercial, Vagner Benazzi, percebeu que as partidas anteriores do Corinthians haviam sido decididas por jogadas de Jadson e Romarinho. Levi colou no primeiro, Xaves grudou no segundo, e Mateus ficou atento ao ótimo passador Guilherme.

Assim, quem ficava livre no meio-campo dos donos da casa era Bruno Henrique, que avançava com frequência. Faltava, no entanto, apoio dos laterais para desequilibrar a marcação. O visitantes conseguiam manter alguma segurança defensiva, embora pouco fizessem na frente.

A primeira oportunidade da partida, porém, foi da equipe do interior, em cobrança de falta. Com a bola pipocando na pequena área, Edimar, Edson e Patrick se atrapalharam mutuamente e desperdiçaram a chance de sair na frente, voltando em seguida para seu comportamento conservador.

Sem espaço, o Corinthians tentava a sorte nas faltas sofridas por Jadson e Romarinho ou nas chegadas de Bruno Henrique. Em uma dessas chegadas, a bola sobrou para Guilherme na área, e o chute passou perto. Pouco depois, foi Cleber quem levou perigo em cabeceio.

Lutando muito para findar seu jejum, Guerrero teve de deixar o campo aos 40 minutos, com dores no joelho direito. Luciano o substituiu e marcou menos de dois minutos depois, em seu primeiro toque na bola. Uendel recebeu lançamento longo na esquerda, venceu a marcação e cruzou à meia altura. O camisa 18 completou na pequena área.

Gols no finalzinho
O Comercial voltou do intervalo sem William Simões e Levi, seus marcadores que haviam levado cartão amarelo no primeiro tempo. E esteve perto do empate aos sete minutos, em falta cobrada da esquerda na qual Cássio saiu mal, vendo a bola passar à direita.

Na etapa final, Jadson começou a aparecer mais. A marcação continuou forte, mas o meia passou a usar inteligentes passes de primeira para quebrar a marcação. Foi assim que deixou Romarinho em situação boa para encarar a zaga, em lance perigoso, e que criou outras jogadas interessantes.

Um passe do camisa 10 começou uma boa trama entre Luciano e Romarinho, que chutou para fora antes de ser substituído por Danilo, aos 32. A partir daí, praticamente sem nenhum homem de frente, o Corinthians se contentava em cozinhar o jogo para completar a trinca de vitórias.

Em uma das jogadas nas quais claramente gastava o tempo, aos 44, a bola chegou a Luciano na entrada da área. Ele iludiu a marcação e acertou um bom chute rasteiro no canto direito de Marcelo Henrique. Aos 48, após cobrança de escanteio, Gil cabeceou e deu um placar de jogo fácil a um confronto que não foi assim.

FICHA TÉCNICA - CORINTHIANS 3 X 0 COMERCIAL
Local:
Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 26 de fevereiro de 2014, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: José Cláudio Rocha Filho (SP)
Assistentes: Marco Antônio Gonzaga da Silva e Fábio Rogério Baesteiro (ambos de SP)
Público: 11.648 pagantes
Renda: R$ 343.435,90
Cartões amarelos: Danilo (Corinthians); Levi, Mateus e William Simões (Comercial)

Gols
CORINTHIANS:
Luciano, aos 42 minutos do primeiro tempo e aos 44 minutos do segundo tempo; Gil, aos 48 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Cleber, Gil e Uendel; Ralf, Guilherme, Bruno Henrique e Jadson (Paulo Victor); Romarinho (Danilo) e Guerrero (Luciano)
Técnico: Mano Menezes

COMERCIAL: Marcelo Henrique; Marcos Pimentel (Cassiano Bodini), Luiz Eduardo, Edimar e Willian Simões (Ralph); Xaves, Levi (João Henrique), Patrick e Mateus; Clebinho e Edson
Técnico: Vagner Benazzi