Tamanho do texto

Depois dos visitantes saírem na frente com gols de Obina, o Atlético reagiu no segundo tempo e venceu por 3 a 2

Atlético-MG e América-MG fizeram o clássico da rodada do Campeonato Mineiro, no Estádio Independência. Com Obina, os visitantes abriram a vantagem na primeira etapa, mas levaram a virada em menos de 30 minutos e acabaram derrotados por 3 a 2.

Otamendi e Obina disputam a bola no clássico mineiro entre Atlético e América. Atlético venceu por 3 a 2
Cristiane Mattos/Futura Press
Otamendi e Obina disputam a bola no clássico mineiro entre Atlético e América. Atlético venceu por 3 a 2

Um dos destaques da partida foi o atacante Obina. Ex-jogador do Atlético, o atacante fez os dois gols do triunfo de sua equipe e, como prometido, não comemorou nenhum deles. Por outro lado, Diego Tardelli foi o nome do "salvador". 

Foi Tardelli quem descontou para o Atlético-MG no início do segundo tempo e Jô, antes dos 20 da segunda etapa, empatou. Tardelli voltou a marcar para selar a virada. Com o resultado, o América é o 9º colocado, com apenas cinco pontos. O Atlético, com 11 pontos, assume a terceiro posto.

Na próxima rodada, o América recebe o Nacional-MG, no mesmo Estádio Independência. O Atlético visita o Villa Nova, em busca de reabilitação na competição estadual.

O jogo

Sem poupar jogadores e com o América atravessando um momento muito ruim no Mineiro, além de ter a torcida do seu lado, o Atlético era muito favorito no início da partida, mas não conseguiu materializar este favoritismo nos primeiros minutos de jogo.

Tanto que, logo aos oito minutos, o atacante Willians aproveitou bobeada de Otamendi no campo de defesa, roubou a bola do argentino e invadiu a área. Cara a cara com Victor, ele apenas rolou para Obina, que empurrou para as redes e inaugurou o placar, sem festa.

O time logo respondeu aos 19 minutos. Ronaldinho Gaúcho bateu falta de muito longe, direto para o gol e a bola passou com muito perigo, assustando os torcedores da equipe adversário. 

Apesar do Atlético estar melhor em campo, as chances criadas não resultavam em gol Fernandinho, aos 34 e 48 minutos não conseguiu passar pela zaga do América.

Aos 51 minutos da primeira etapa, veio o castigo. Kaio cobrou escanteio na segunda trave e a bola passou por todo mundo. Obina disputou a bola com Pierre e levou a melhor, tocando para as redes pela segunda vez.O intervalo fez bem ao Atlético, que voltou arrasador. Com o setor ofensivo inspirado e apresentando uma gama enorme de opções para superar a defesa rival, os alvinegros começaram a criar chance atrás de outra.

Aos nove minutos, veio o resultado. Fernandinho puxou o ataque do meio-campo. Ele se aproximou da área e abriu na direita para Marcos Rocha. O ala cruzou rasteiro para o meio e Diego Tardelli completou de primeira, para colocar fogo no jogo.

Ainda em ritmo acelerado, os alvinegros voltaram ao ataque de forma fatal aos 18 minutos. Diego Tardelli recebeu pela direita, avançou à linha de fundo e cruzou na cabeça de Fernandinho. Ele cabeceou no travessão, mas Jô conferiu no rebote e igualou o marcador.

A pressão continuou e a esperada virada veio aos 26 minutos. Leandro Donizete tentou passe para o meio e a defesa americana cortou. A bola sobrou com Diego Tardelli, que cortou Lula antes de chutar cruzado e pôr o Atlético na frente.

Apesar de o Atlético não diminuir o ritmo, o América-MG quase empatou. Aos 40 minutos, Betinho recebeu dentro da área e carimbou a trave de Victor, que só torceu para o Galo garantir os suados três pontos.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG X AMÉRICA-MG

Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 23 de fevereiro de 2014, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Cleisson Veloso Pereira (CBF/FMF)
Assistentes: Celso Luiz da Silva (CBF/FMF) e Felipe Alan Costa de Oliveira (FMF)
Cartões amarelos: Marcos Rocha e Josué (Atlético-MG); Marcelo Rosa e Willians (América-MG)
Gols :
ATLÉTICO-MG: Diego Tardelli, aos 9 e 27min e Jô, aos 18 min do segundo tempo
AMÉRICA-MG: Obina, aos 8 e 51min do primeiro tempo;

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Otamendi e Dátolo (Rosinei); Josué (Leandro Donizete), Pierre e Ronaldinho; Diego Tardelli (Alex), Jô e Fernandinho
Técnico : Paulo Autuori

AMÉRICA-MG: Matheus; Marcelo Rosa (César Lucena), Renato Santos (Marcelo Cristian), Lula e Gilson; Andrei Girotto, Leandro Guerreiro, Kaio (Betinho) e Henrique; Obina e Willians
Técnico: Moacir Júnior

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.