Tamanho do texto

Caso comprove que está recuperado do uso da substância ilegal, o atleta pode ter sua pena reduzida pela metade

O atacante Robston, do Vila Nova-GO, foi julgado nesta sexta-feira pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), em primeira instância, por uso de cocaína. Ele foi flagrado em exame antidoping de novembro de 2013, após duelo contra o Sampaio Corrêa. O atleta foi suspenso do futebol por dois anos.

Deixe seu recado e comente com outros leitores

No entanto, caso comprove, com um acompanhamento médico mensal, que está recuperado do uso da substância ilegal, o atleta pode ter sua pena reduzida pela metade.

O jogador, que está com 32 anos, confessou ter feito uso da droga em uma festa após a conquista do acesso para a Série B, mas afirmou que foi um caso isolado e que pretende voltar aos gramados em 2015.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.