Tamanho do texto

Confronto será realizado em Moça Bonita, no bairro de Bangu, e vale pela nona rodada do Campeonato Carioca

Jogadores do Vasco discutem com o árbitro Eduardo Cordeiro Guimarães durante partida contra o Flamengo
Luciano Belford/Agência Eleven/Gazeta Press
Jogadores do Vasco discutem com o árbitro Eduardo Cordeiro Guimarães durante partida contra o Flamengo

Depois de perder a invencibilidade no ano com a derrota de 2 a 1 para o Flamengo, construída graças a um erro de arbitragem que revoltou a todos no clube, o Vasco junta os cacos e volta a campo nesta quarta-feira, às 16h (de Brasília), para medir forças com o Bangu. O confronto será realizado em Moça Bonita, no bairro de Bangu, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, e vale pela nona rodada do Campeonato Carioca.

Diante dos flamenguistas o meia Douglas, que fazia a sua estreia pelo Vasco, marcou um belo gol de falta quando o jogo ainda estava empatado sem gols. Porém, mesmo com a bola claramente tendo tocado dentro do gol, a arbitragem não validou o tento, revoltando os vascaínos. O resultado ainda deixou o time pressionado dentro do G4, a zona de classificação para as semifinais. Com 15 pontos, o time alvinegro pode deixar o seleto grupo em caso de tropeço.

"Para nós, realmente foi um resultado muito ruim, mas acredito que podemos nos recuperar diante do Bangu, mesmo sendo outro jogo complicado. Nossos jogadores sabem que a equipe conseguiu produzir bem no clássico e poderia ter saído com outro resultado, mas infelizmente não podemos mudar o que aconteceu e já estamos pensando na partida contra o Bangu, que vem evoluindo na competição e vai nos causar problemas", disse Adilson Batista, técnico do Vasco.

Além da qualidade do Bangu, outra preocupação dos vascaínos é o calor na hora da partida. Isso porque o bairro de Bangu normalmente registra as temperaturas mais altas na capital carioca.

"Vai ser um jogo muito complicado, pois além do Bangu estar vindo em uma crescente na competição, conforme já fomos alertados, a partida deverá ser disputada em um ritmo muito forte, pois o calor nesse horário em Bangu é muito difícil de superar e aguentar", afirma o atacante Edmilson. "Mas acredito que temos como suportá-lo, envolver a equipe do Bangu e construir o resultado que nos interessa para reagirmos", completa.

Adilson Batista vai mandar a campo a mesma base do jogo contra o Flamengo, pois, apesar do resultado, ficou satisfeito com o desempenho de sua equipe. O volante Guiñazú, porém, deverá ser preservado, dando espaço a Pedro Ken.

Pelo lado do Bangu, o técnico Mário Marques pretende ver a sua equipe demonstrando o mesmo empenho exibido na vitória de 1 a 0 sobre o Bonsucesso, no fim de semana. Com oito pontos conquistados, o time da Zona Oeste precisa de um triunfo para se distanciar de vez da zona de rebaixamento.

"Nós precisamos mostrar o mesmo empenho, a mesma garra, a mesma entrega e determinação da partida contra o Bonsucesso, quando só nos contentamos quando a vitória estava definida. Diante do Vasco, porém, é preciso ainda mais atenção, pois não podemos cometer alguns erros vistos no fim de semana, porque eles podem ser fatais agora", disse Mário.

O treinador do Bangu, sem problemas de lesão ou suspensão, vai repetir a formação que superou o Bonsucesso, já que pretende dar entrosamento ao time.

FICHA TÉCNICA -  BANGU X VASCO

Local: Moça Bonita, no Rio de Janeiro-RJ
Data: 19 de fevereiro de 2014 (quarta-feira)
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Grazianni Rocha (RJ)
Assistentes: Luiz Cláudio Regazone (RJ) e Márcio de Queiróz (RJ)

BANGU: Rafael, Felipe Foca, Luis Felipe, Vágner Eugênio e Bruno Santos; Raphael Azevedo, Juninho, Rodrigo Dantas e Almir; Willen e Matheus Pimenta
Técnico: Mário Marques

VASCO: Martin Silva, André Rocha, Luan, Rodrigo e Diego Renan; Aranda, Pedro Ken, Fellipe Bastos e Douglas; Éverton Costa e Edmilson
Técnico: Adilson Batista

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.