Tamanho do texto

Time titular já está na Venezuela, onde estreia na competição continental diante do Zamora

O Atlético-MG já está em solo venezuelano para a partida desta terça-feira, contra o Zamora, na estreia alvinegra na Libertadores. O futebol da equipe não tem convencido nesta temporada, mas a ideia é começar a repetir as atuações de 2013 já na estreia da principal competição de clubes das Américas.

Atacante Jô, do Atlético-MG
Flickr/Atlético Mineiro
Atacante Jô, do Atlético-MG

Para começar bem a Libertadores, o time seguiu para Venezuela com antecedência, e deixou os reservas para atuarem contra o Tupi, no último sábado. O objetivo é deixar os jogadores ambientados com o local da partida. O avante Jô aposta que o rendimento da equipe vai melhorar com o passar dos jogos, juntamente com a condição física dos atletas.

"Estamos melhorando fisicamente. A gente crê em um bom jogo para o nosso lado. Já deu para corrigir algumas falhas nos treinamentos. A gente vai conversando para poder melhor a cada jogo", disse Jô, que mostra confiança em uma boa estreia do Galo, mesmo atuando fora de casa.

"A gente acredita ser possível fazer uma boa estreia. A equipe da Venezuela é forte, mas nós também somos. As derrotas fazem parte do futebol. Agora é outra competição", comentou o jogador, que quer brilhar na Libertadores para ir a Copa do Mundo. "A ideia é fazer uma boa Libertadores de novo e um bom Campeonato Mineiro para ser lembrado na seleção e se garantir na Copa", concluiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.