Tamanho do texto

Time catalão está empatado com Real Madrid e Atlético de Madrid na tabela, mas leva a vantagem no confronto direto

Lionel Messi comemora com Pedro após marcar o segundo gol do Barça na vitória sobre o Sevilla
Getty Images/Gonzalo Arroyo Moreno
Lionel Messi comemora com Pedro após marcar o segundo gol do Barça na vitória sobre o Sevilla

Depois de ver o Atlético de Madrid perdendo para o Almería no sábado, o Barcelona entrou em campo, neste domingo, sabendo que poderia reassumir a liderança do Campeonato Espanhol após uma rodada na segunda colocação. Mesmo sofrendo com desfalques importantes e tomando um susto logo no início, o time de Tata Martino cumpriu o objetivo ao vencer, de virada, o Sevilla, por 4 a 1, no Ramón Sanchéz.

Inspirado, Lionel Messi foi o principal nome da virada do Barcelona e, além de contribuir diretamente com grande parte das boas jogadas, foi o responsável por dois dos cinco gols do duelo. Sanchez, que também jogou bem, e Fàbregas marcaram os outros. Pelo lado do Sevilla, Alberto Moreno marcou o primeiro da partida.

LEIA MAIS: Benzema iguala número de gols de Ronaldo no Real Madrid

Com o triunfo, a equipe chega aos 57 pontos, mesma pontuação do Real Madrid e do Atlético de Madrid, mas assume o topo por ter vencido os rivais nos confrontos diretos disputados nesta temporada da competição.

Para manter a liderança, o Barça volta a jogar diante de sua torcida no próximo sábado, contra o Rayo Vallecano, penúltimo colocado do Espanhol, em Camp Nou.

O JOGO

Além de Neymar, que segue machucado, Martino não pôde contar com Jordi Alba e Javier Mascherano, que estão suspensos, mas sabia que uma vitória era importante após o resultado negativo contra o Valência, no último final de semana, em pleno Camp Nou.

Confira a classificação, artilharia e notícias do Campeonato Espanhol

Sofrendo para trocar passes no início da partida, o Barcelona foi surpreendido logo aos 14 minutos por Moreno, que recebeu passe de Vitolo e abriu o placar no Ramón Sanchéz. Seis minutos depois, o time da casa ainda teve a chance de ampliar, mas Bacca viu seu cabeceio acertar a trave direita de Victor Valdés.

Depois de começar a entrar no jogo aos poucos, Messi, que era a grande preocupação de Unai Emery, cruzou para Sánchez, em impedimento, empatar o jogo. Pouco tempo antes do intervalo, quando os técnicos já pensavam em possíveis mudanças, o argentino dono da camisa 10 frustrou os torcedores locais ao finalizar um rápido contra-ataque com um belo gol aos 43 minutos.

Após a parada, o Sevilla voltou disposto a empatar, mas perdeu grande oportunidade de Vitolo, que fez o mais difícil ao se livrar da marcação, mas chutou fraco. Três minutos depois, a equipe ainda perdeu mais um com Gameiro, que não aproveitou o rebote dado pelo goleiro adversário.

Enquanto via os oponentes perdendo boas chances, o Barcelona não desperdiçou a boa oportunidade que teve aos dez minutos, novamente com Messi. Em dia inspirado, o argentino pegou a bola na entrada da área e ampliou a vantagem.

A partir daí, os anfitriões ainda fizeram três alterações para tentarem buscar uma reação, mas o que viram foi mais um gol do Barça, aos 42 minutos, desta vez com Fàbregas, que não perdoou e tocou por cima de Beto ao receber sozinho na grande área.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.