Tamanho do texto

Jogadores do time catarinense comemoraram bastante o empate sem gols diante da Chapecoense

O empate sem gols com a Chapecoense , na noite desta quarta-feira, na Arena Condá, foi comemorado pelo Figueirense , ciente de que somou mais um ponto importante no Campeonato Catarinense. Um deles foi o experiente volante Marcos Assunção, que jogou durante os 90 minutos.

"Futebol é assim. É assim que temos que jogar fora de casa. Na Europa, os times jogam assim, fechadinhos. O importante é não sofrer gol, porque, em uma oportunidade, a gente faz. A defesa esteve muito bem postada", elogiou o ex-palmeirense para a Rádio CBN/Diário .

Já o técnico Vinícius Eutrópio se mostrou um pouco incomodado com a falta de investida dos seus comandados. "Acho que faltou mais posse de bola, mais postura ofensiva. Mas o resultado foi bom, mesmo ficando longe do que a gente quer", analisou, antes de criticar a arbitragem.

No interior do estado, Eutrópio achou que o juiz Célio Amorim deixou de marcar muitas faltas no meio-campo. "Você perde uma, duas, três, e acaba ficando sem transição. Os jogadores da Chapecoense vão metade na bola e a outra na falta", lamentou.

Vice-líder do Estadual, com o mesmo número de pontos do Criciúma, que ainda joga nesta quinta rodada, o Figueira voltará a campo no domingo que vem, visitando o Atlético Ibirama, no Hermann Aichinger. O jogo será às 17 horas (de Brasília).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.