Tamanho do texto

Técnico Lisca e atacante Marcelinho trocaram farpas após derrota por 3 a 0 para o Sport

Após perder por 3 a 0 para o Sport no último domingo na Arena Pernambuco pela Copa do Nordeste, o clima esquentou nos bastidores do Náutico. O técnico Lisca e o atacante Marcelinho trocaram farpas no vestiário e o comandante não foi embora do jogo com a delegação, como sempre faz. Um dia após a partida, a diretoria do clube reuniu com o treinador e acalmou os ânimos, melhorando o clima no elenco.

Lisca chegou a explicar o ocorrido. "São discussões normais. Quem conhece vestiário de futebol sabe que, quando acontece um jogo como esse, os ânimos ficam exaltados. Foi tudo dentro da normalidade e não teve problema nenhum. Não é o momento para indignação, mas é importante reagir e não aceitar a derrota", disse.

Na última segunda-feira, os jogadores realizaram atividades no campo de treinamento por 45 minutos sem a presença do comandante, que estava reunido com a diretoria. Marcelinho também passou cerca de 20 minutos fora do treino. O gerente de futebol do Náutico, Lúcio Surubim, afirmou que os dois se desculparam e tudo voltou ao normal.

O Náutico encara o Botafogo-PB nesta terça-feira, às 19h (de Brasília), no Almeidão, pela terceira rodada da Copa do Nordeste.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.