Tamanho do texto

Para controlar o ânimo do atacante, Gilson Kleina tem conversado com o jogador para evitar futuras expulsões

Leandro tem tido constantes conversas com o Gilson Kleina
Djalma Vassão/Gazeta Press
Leandro tem tido constantes conversas com o Gilson Kleina

O atacante Leandro é titular absoluto do Palmeiras, mas ainda gera a preocupação do técnico Gilson Kleina, em função da irritação que mostra em alguns momentos dos jogos. O treinador deixa claro que está se esforçando para evitar excessos do jogador em campo.

"Às vezes, ele fica incomodado com a marcação quando a bola não chega e quer participar de outra maneira. Estou conversando muito com o Leandro, que tem 20 anos. Ele tem de amadurecer mais rápido no Palmeiras, tem de ser precoce. No jogo anterior, estávamos com um homem a mais e quase tivemos um problema com ele. Mas quero que ele saiba da importância que tem para o grupo", afirmou o treinador, em participação no programa Mesa Redonda , da TV Gazeta .

Na Série B do ano passado, Leandro foi expulso três vezes e chegou a levar bronca do treinador. Neste início de temporada, o atleta já levou amarelos, como na partida citada por Kleina, contra o Penapolense, quando foi até substituído. Assim, antes do clássico contra o São Paulo, Kleina teve um cuidado especial com o atacante, dando menos atenção até à expectativa que envolvia o reencontro de Lúcio com o ex-clube.

"Nós conversamos com o Leandro, até falamos muito na palestra antes do jogo, para que ele tivesse atenção e não se desestabilizasse. Falaram do Lúcio, mas frisei muito em cima do Leandro, porque é jovem e precisamos muito da qualidade dele", comentou.

Mesmo assim, o atacante recebeu cartão amarelo no Choque-Rei, cometendo falta sobre Álvaro Pereira, que irritou os palmeirenses durante o segundo tempo. Pouco depois da advertência, Leandro acabou substituído por Marquinhos Gabriel.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.