Tamanho do texto

Sanchez trata "naming rights" com fundo de investimento que controla as empresas aéreas Emirates e Etihad

Andrés Sanchez fará nova viagem aos Emirados Árabes Unidos na tentativa de vender o nome da Arena Corinthians. Ele embarca no domingo a Abu Dabi e deverá conversar com representantes da Abu Dhabi Investment Authority (ADIA). O ex-presidente corintiano é o responsável pelas negociações que envolvem o estádio de Itaquera, palco da abertura da Copa do Mundo em 12 de junho.

A ADIA é um fundo de investimentos e é dona das companhias aéreas Emirates e Etihad. A expectativa de Sanchez é que uma dessas marcas batize o estádio, que tem entrega prevista para 15 de abril. 

"A Arena Corinthians ainda não tem um patrocinador, mas estamos em negociação", afirmou Andrés, que pleiteava um acordo de R$ 400 milhões pela cessão do nome da casa preta e branca por um período de 20 anos. Já sabe que terá de se contentar com menos e vê com urgência o fechamento do acordo, uma vez que a inauguração oficial e o Mundial de 2014 batem à porta.

A entrega do estádio estava prevista para 31 de dezembro, prazo que ficou para trás no acidente do último dia 27 de novembro, com a morte de dois operários. A nova data estipulada é 15 de abril, com eventos-testes programados na segunda quinzena daquele mês.