Tamanho do texto

Time tropeçou diante do Brasil de Pelotas, mas se salvou da derrota com um pênalti desperdiçado pelo rival no fim

Dominado na maior parte do tempo pelo Brasil de Pelotas, o Grêmio sub 23 comemorou muito o empate em 1 a 1 obtido no Bento Freitas. O goleiro Follmann, capitão da equipe, foi um dos grandes destaques, fazendo defesas importantes que garantiram o pontinho do time de Marcelo Mabília diante do Xavante.

Brasil de Pelotas perde pênalti no fim e empata com o Grêmio sub 23

"O grupo está de parabéns. Não fizemos um bom primeiro tempo, mas acatamos o que o professor Mabília pediu no intervalo e fizemos um bom segundo tempo. Isso aqui é um caldeirão, eu sabia que não seria nada fácil. Mas botando a bola no chão é possível sair com um resultado positivo. Fico feliz, pois esse empate teve gostinho de vitória", declarou o goleiro.

Everaldo, do Grêmio, em disputa de bola no jogo contra o Brasil de Pelotas pelo Campeonato Gaúcho
Gazeta Press
Everaldo, do Grêmio, em disputa de bola no jogo contra o Brasil de Pelotas pelo Campeonato Gaúcho

Outro bom nome gremista foi o zagueiro Rafael Thyere, que também comemorou o valioso pontinho obtido em Pelotas: "valeu o resultado. Nós queríamos a vitória, claro, e buscamos o gol o segundo tempo todo. Cedemos alguns espaços para contra-ataque, mas o empate foi bom", avaliou o defensor.

Com o 1 a 1 em Pelotas, o Grêmio manteve a liderança do Grupo B do Gauchão, com 7 pontos, e tirou os 100% de aproveitamento do Brasil, que agora é vice-líder da chave A, com 7 também. Este deve ter sido o último jogo do sub-23 gremista no estadual. Domingo, o time titular visita o Juventude, em Caxias do Sul.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.