Tamanho do texto

Chelsea ficou na igualdade sem gols, jogando em casa, placar que irritou o treinador português

Frustrado com o empate em 0 a 0 diante do West Ham da última quarta-feira, pelo Campeonato Inglês, o técnico José Mourinho, do Chelsea não poupou críticas ao esquema tático do adversário. Para ele, o rival de Londres veio a campo com um único propósito: não sofrer gols.

City goleia Tottenham, aumenta série de vitórias e assume a ponta do Inglês

"Uma partida de futebol se trata de dois times jogando e essa partida teve apenas um. É muito difícil jogar futebol quando apenas um quer jogar. Muito difícil", disse o treinador português logo após a partida.

José Mourinho, técnico do Chelsea
Kirsty Wigglesworth/AP
José Mourinho, técnico do Chelsea

"Disse ao Big Sam (como é conhecido Sam Allardyce, técnico do West Ham) e que isso não é a Premier League, não é a melhor liga do mundo, mas sim futebol do século 19. A única coisa que eu poderia ter feito era trazer uma furadeira para destruir esse muro", disparou José Mourinho.

Apesar das diversas críticas, Mourinho admitiu que entende a posição do técnico adversário para pedir à equipe que jogasse daquela forma.

"Eles precisam de pontos e, por causa disso, vir aqui e jogar da maneira como jogaram, é aceitável? Sim, talvez. Não posso ser tão crítico, por que se eu estivesse no lugar dele não sei se faria o mesmo. Talvez", reconheceu o comandante do Chelsea.