Tamanho do texto

Para técnico, equipe já mostrou evolução no começo da temporada. Ele cita privilégio de atuar com ex-jogador

Juninho Pernambucano vai parar de jogar
Divulgação/Vasco
Juninho Pernambucano vai parar de jogar

Nos últimos dois jogos disputados no Campeonato Carioca, o Vasco marcou dez gois: seis diante do Friburguense e quatro contra o Audax. O bom retrospecto fez o comandante cruz-maltino, Adílson Batista, exaltar seu plantel, expondo a evolução de seus jogadores nos quesitos técnico e físico.

Deixe seu recado e comente com outros leitores

"Foram muitos gols marcados e também ficamos felizes por não sofrermos nenhum. A evolução discorreu como um todo, desde a segurança do Martin Silva (goleiro) até o setor de meio campo e ataque. Hoje fizemos um ótimo primeiro tempo e depois controlamos o jogo. É nesse caminho que queremos seguir no restante do campeonato", sintetizou o comandante.

Adiante, Batista discorreu sobre Bernardo. O meia saiu do banco e anotou os dois últimos gols no triunfo diante do Audax: "Ele precisa entender que é inteligente. Gostamos dele. Vamos trabalhar muito para que possa nos ajudar. Ele não precisa me provar nada. Tem que se concentrar apenas em fazer o que sabe. Está melhorando e evoluindo fisicamente, depois da lesão, e vai se soltar aos poucos", explicou.

Leia também: Presidente do Vasco confirma aposentadoria de Juninho Pernambucano

Quando questionado sobre Juninho Pernambucano, que se aposentou das quatro linhas, o treinador cruz-maltino não poupou palavras: "Foi um privilégio trabalhar com o Juninho, mesmo que por pouco tempo. Eu já o conhecia de enfrentar como atleta e chega um momento que isso acontece na carreira de todos. Sei que é difícil passar por isso, pela carreira, história e conquistas. Mas guardamos o exemplo de profissional que ele sempre foi", pontuou.

Por fim, Batista declarou que tentará controlar o clima de clássico no plantel vascaíno, para que a euforia não se torne mais um adversário no embate diante do Botafogo: "Precisamos ter calma e levar em conta o aspecto clínico dos jogadores, o desgaste físico e até mesmo se o Botafogo vai jogar com o time completo ou não, por causa da Libertadores. Temos os treinos de sexta e sábado para definir tudo e ajustar os detalhes", sintetizou.

O duelo contra o Botafogo, válido pela quinta rodada do Campeonato Carioca, será neste domingo, às 19h30 (de Brasília), no estádio do Maracanã.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.