Tamanho do texto

Campeão brasileiro contratou destaque do Libertad, mas titular na campanha de 2013 não quer perder espaço

Egídio, lateral-esquerdo do Cruzeiro
Denilton Dias/ VIPCOMM
Egídio, lateral-esquerdo do Cruzeiro

O técnico Marcelo Oliveira iniciou 2014 mantendo a base do Cruzeiro campeão brasileiro de 2013, mas isso não significa que o time titular está definido para a temporada. A disputa que promete ser mais acirrada será na lateral esquerda, entre Egídio e o paraguaio Samudio, reforço da Raposa para este ano.

Samudio sofreu uma lesão e está inativo por enquanto, mas em breve os dois vão disputar lugar entre os titulares do Cruzeiro. Egídio encara a disputa com o paraguaio como um incentivo para poder crescer ainda mais de produção. Segundo ele, a ideia é não dar brechas para o concorrente entrar no time.

"Isso é bom, gosto também de ter esses desafios. É importante, porque a gente não se acomoda. O grupo é forte e quem o Marcelo optar vai jogar, e eu vou em busca sempre dos meus 100% para não dar brechas e continuar jogando", declarou o atleta, que gostou de própria atuação na partida de estreia do Campeonato Mineiro.

"Primeiro jogo, voltando de férias, pré-temporada, a perna meio pesada ainda, um pouquinho fora de ritmo. Mas foi dentro da normalidade e jogo a jogo a gente vai melhorando cada vez mais para chegar ao ponto certo", disse Egídio, autor da assistência que resultou no gol da vitória contra a URT, na abertura do Estadual.

"Até combinei com o Ricardo Goulart essa bola atrás do primeiro homem, ele entrando ali, e deu certo. Minha especialidade é dar passe, realmente, servir o companheiro. E dessa vez não foi diferente. Fico feliz por isso e é continuar trabalhando para que saiam muitos outros passes para gol neste ano", comentou.