Tamanho do texto

Equipe de Madri fez 1 a 0 em casa e atingiu a marca inédita de oito partidas seguidas sem sofrer gols

Jese Rodriguez marcou para o Real
Andres Kudacki/AP
Jese Rodriguez marcou para o Real

O Real Madrid confirmou o favoritismo e garantiu sua classificação para a semifinal da Copa do Rei da Espanha. Nesta terça-feira, superou seu maior período sem sofrer gols e venceu o Espanyol por 1 a 0, no estádio Santiago Bernabéu.

Depois da vitória pelo placar mínimo no primeiro confronto das quartas de final, o Real tinha a vantagem do empate em casa, mas Jesé fez o gol que garantiu o placar favorável. Para tornar a festa ainda maior, o time merengue estabeleceu seu novo recorde de sequência defensiva: oito jogos sem sofrer gol.

A marca de 708 minutos era a maior invencibilidade do clube, obtida na temporada 1994/95 pela formação comandada por Jorge Valdano. Agora, o novo recorde pertence à atual geração. Como não é vazado desde o ano passado, o Real superou seus números anteriores.

Além disso, Iker Casillas também se transformou no goleiro que ficou mais tempo sem sofrer gols com a camisa merengue, mesmo se revezando na meta com Diego Lopez, superando os 659 minutos de Buyo.

A vantagem obtida no primeiro jogo destas quartas de final deu até tranquilidade para o técnico Carlo Ancelotti poupar alguns jogadores importantes, como Pepe, Marcelo e Benzema. A estratégia do comandante surtiu efeito, já que o time madrileno saiu na frente justamente com um atleta que não era titular.

Logo aos sete minutos de jogo, Xabi Alonso fez ótimo lançamento na direita para Jesé, que dominou no peito, invadiu a área e bateu para superar o goleiro Kiko Casilla. Pouco depois, Cristiano Ronaldo fez o cruzamento e Isco não alcançou por muito pouco para ampliar.

O Real seguiu melhor em campo, mas diminuiu o ritmo até o apito do intervalo, permitindo uma melhora do Espanyol, que não foi suficiente para mudar o placar. No início do segundo tempo, o clube merengue quase marcou mais um. Coentrão cruzou da esquerda, Isco ajeitou e Cristiano Ronaldo soltou o chute da área, mas Casilla fez boa defesa. O atacante português sorriu, sem acreditar na intervenção.

Mas a falta de gols do melhor do mundo não fez falta para o Real nesta terça. Para facilitar ainda mais o trabalho do time de Carlo Ancelotti, Victor Sanchez ainda foi expulso no fim do confronto e deixou o Espanyol com um a menos em campo.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.