Tamanho do texto

Derrota por 2 a 1 foi o primeiro revés sofrido pelo alvinegro na temporada

Atuando com os reservas visando a partida de ida pela primeira fase da Libertadores, o Botafogo não resistiu a Cabofriense e saiu derrotado por 2 a 1, perdendo a invencibilidade. Com o resultado, a equipe da Região dos Lagos chegou a sete pontos, assumindo a liderança do Campeonato Carioca pelo critérios desempate, pois igualou a pontuação do Flamengo. Já os alvinegros perdem a invencibilidade na competição e terminam a rodada na fora da zona de classificação para as semifinais.

A partida teve dois tempos distintos. No primeiro, muita velocidade de ambas as equipes. A Cabofriense foi para o intervalo frente no placar com um gol de Keninha, aproveitando falha do goleiro Renan. Já na etapa final, o duelo foi mais lento, com poucas chances de gol. O Botafogo chegou a empatar com André Bahia, mas os donos da casa deram números finais com Fabrício Carvalho.

Rodrigo Souto em ação pelo Botafogo
SATIRO SODRE/Gazeta Press
Rodrigo Souto em ação pelo Botafogo

O Botafogo só entra em campo pelo Carioca no próximo domingo, contra o Vasco, no Maracanã. No entanto, antes disso, os alvinegros terão a partida de ida da Pré-Libertadores, contra o Deportivo Quito-EQU, no Equador. Já a Cabofriense terá duelo contra o Boavista, em Saquarema, na quinta-feira.

O jogo
Mesmo sob sol forte em Macaé, as duas equipes começaram a partida impondo muita velocidade. A Cabofriense, mais entrosada em campo, logo criou a primeira boa chance de abrir o placar, aos três minutos. Keninha foi lançado e ficou de frente para Renan. No entanto, o meia tentou driblar o arqueiro sem sucesso. Mesmo assim, ele pegou o rebote e finalizou, só que viu André Bahia salvar o Botafogo.

Os alvinegros só criaram sua primeira chance aos 17 minutos. Em cobrança de falta, Anderson quase marcou, mas Jefferson voou para fazer grande defesa. A resposta da Cabofriense veio no minuto seguinte. Após cruzamento na área, Arthur apareceu para chutar, mas pegou fraco. Mesmo assim, Renan falhou e deu rebote para Keninha apenas tocar para a rede.

Depois do revés, o Botafogo passou a buscar mais o ataque, mas só conseguiu chegar próximo do empate aos 30 minutos. Daniel lançou Elias, que entrou na área pela diagonal. No entanto, de frente, para Jefferson, finalizou fraco, nas mãos do goleiro.

Nos minutos finais, a Cabofriense chegou a assustar, em chute forte de Arthur, que Renan deu rebote, mas se recuperou e ficou com a bola. No entanto, no último lance da etapa inicial, após escanteio, Dankler chutou para grande defesa de Jefferson para deixar os donos da casa com a vantagem no intervalo.

Se no primeiro tempo a partida foi movimentada, no segundo as equipes diminuíram o ritmo. Atrás no placar, o Botafogo tinha o domínio da posse de bola, mas pouco pressionava a Cabofriense, que passou a explorar os contra-ataques.

Mesmo sem atuar de forma convincente, o Botafogo conseguiu chegar ao empate aos 27 minutos. Após falta cobrada na área, André Bahia apareceu para cabecear sem chance para o goleiro Jefferson.

Quando aprecia que os alvinegros fossem buscar a virada, a Cabofriense jogou uma ducha de água fria dois minutos depois. Em ataque rápido, Rodrigo Dias cruzou na cabeça de Fabrício Carvalho, que colocou a bola no ângulo de Renan.

O revés foi sentido pelo Botafogo, que mesmo mantendo a posse de bola, não produziu mais nada no ataque. Somente nos acréscimos, Gegê acertou a trave da Cabofriense, que conseguiu sair campo com os três pontos.

FICHA TÉCNICA
CABOFRIENSE 2 X 1 BOTAFOGO

Local : estádio Cláudio Moacyr, em Macaé (RJ)
Data : Domingo, 26 de janeiro de 2014
Horário : 17 horas
Árbitro : Eduardo Guimarães
Assistentes : Diogo Carvalho e Wendel Gouvêa
Renda : R$ 34.805,00
Público : 1.868 pagantes
Cartões amarelos : Fabrício Carvalho (Cabofriense)

GOLS
CABOFRIENSE: Keninha, aos 18min do primeiro tempo; Fabrício Carvalho, aos 29min do segundo tempo
BOTAFOGO: André Bahia, aos 27min do segundo tempo

CABOFRIENSE : Jefferson, Rodrigo Dias, Arthur Sanches, Victor Silva e Leandro; Jardel, Pará, Artur (Bruno Veiga), Keninha (Silvano); Eberson e Fabricio Carvalho.
Técnico : Alexandre Barroso

BOTAFOGO : Renan, Alex, Dankler, André Bahia e Anderson (Fabiano); Airton (Gegê), Rodrigo Souto, Renato e Daniel; Henrique (Cidinho) e Elias.
Técnico : Eduardo Húngaro

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.