Tamanho do texto

Meia chileno voltou a ser titular na vitória, de virada, por 4 a 1, contra o Atlético de Sorocaba

Valdivia deixou sua marca pelo Palmeiras
Helio Suenaga/Gazeta Press
Valdivia deixou sua marca pelo Palmeiras

Ao empatar o jogo que terminou com goleada palmeirense, Valdivia, em sua estreia na temporada, correu em direção ao setor que mais abrigava torcedores do Palmeiras apontando para o símbolo do clube da camisa e gesticulando com o indicador em riste. O recado era claro: o meia promete mais gols no centenário.

Leia também:  Com gols de Valdivia e Leandro, Palmeiras vira e goleia em Sorocaba

"Foi o que falei. Espero que seja o primeiro de muitos", esclareceu o chileno, que gritava "É o primeiro" e abria e fechava os dedos das mãos, sinalizando que ainda viriam muitos outros. É o otimismo do jogador mais caro do elenco.

"Depois de uma pré-temporada muito boa feita pela preparação física do Palmeiras, pude voltar bem. Fiz o gol de empate e fui bem, como o time, no geral", comentou o atleta, que teve uma semana a mais de trabalhos físicos do que os colegas para fortalecer sua musculatura.

Além do gol, Valdivia levou perigo em cobrança de falta e teve atuação destacada, com passes de classe e até irritando adversários, como em suas boas fases. Iniciou a jogada do gol da virada, rolando para Alan Kardec dar a assistência para Leandro. Saiu aos 29 minutos do segundo tempo aplaudido e deu entrevistas no campo sorrindo.

O meia até gargalhou, contudo, ao ser mais específico nas promessas para o centenário. "Não vou facilitar a manchete. Se eu falar que este será o meu ano, vão pegar o meu ano passado, o retrasado. Não vou dar essa chance", disse o atleta que foi problema em todos os jogos decisivos do time desde sua volta, em agosto de 2010. "Estou me sentindo bem e espero que a preparação tenha sido positiva."

O camisa 10, entretanto, quis mostrar pensamento coletivo em quase todas as suas respostas. "Voltei em um momento bom, o time jogou muito bem, soube se posicionar depois de sair atrás do marcador" , comemorou Valdivia.