Tamanho do texto

Depois de sair atrás do placar com gol de Ewerthon, Palmeiras buscou o resultado e virou pra cima do Atlético de Sorocaba. Partida terminou em 4 a 1

Os dois principais jogadores ofensivos do Palmeiras estrearam na temporada deste domingo comprovando sua condição. Valdivia e Leandro balançaram as redes e comandaram a virada do time sobre o Atlético Sorocaba na vitória por 4 a 1, fora de casa, que mantém os 100% de aproveitamento no ano do centenário.

Deixe o seu recado e comente com os outros leitores

Valdivia deixou sua marca pelo Palmeiras
Helio Suenaga/Gazeta Press
Valdivia deixou sua marca pelo Palmeiras

A dupla salvou o recém-contratado Lúcio, que falhou no posicionamento e permitiu a Ewerthon, ex-Corinthians e Verdão, abrir o placar aos 13 minutos. Aos 21, contudo, Valdivia concluiu bela jogada de Marcelo Oliveira e Wendel para começar 2014 fazendo um bonito gol, empatando o confronto.

Mais aceso após deixar sua marca, Valdivia iniciou o lance da virada, tocando para Alan Kardec rolar para Leandro deixar um adversário no chão antes de finalizar um golaço, aos 22 minutos. Oito minutos depois, o estreante Marquinhos Gabriel, pouco após sair do banco, dominou lançamento de Henrique e rolou para Juninho selar o marcador. O ex-meia do Bahia ainda deu outra assistência, para Wesley fechar a goleada aos 47.

Com três vitórias em três rodadas no Campeonato Paulista, o Palmeiras segue líder do grupo D e volta a campo às 19h30 (de Brasília) para enfrentar a Penapolense, no Pacaembu. Já o Atlético Sorocaba, com só um ponto no grupo A, visita o Mogi Mirim às 17 horas de quarta-feira.

O jogo

Com uma semana a mais de trabalhos físicos do que os colegas, Valdivia já estreou como titular na temporada, e Gilson Kleina justificou todo o preparo especial armando um esquema pensando nele. Resolveu poupar Serginho e armou um 4-3-3 com Leandro ao lado de Mazinho e Alan Kardec.

A tática era a mesma do título da Série B, mas apareceu um descuido defensivo. Marcelo Oliveira subia com Wesley e o Atlético Sorocaba soube aproveitar o buraco entre Lúcio e Henrique e seus companheiros explorando a velocidade de Ewerthon, ex-atacante do Corinthians e que atuou no Verdão em 2010. O jogador de 32 anos cansou de se aproveitar das costas de Lúcio.

Aos 11, Ewerthon quase deixou o seu. Dois minutos depois, um descuido de Lúcio foi fatal. O veterano não acompanhou Henrique na formação de linha de impedimento e nem se esforçou para correr atrás do camisa 10 atleticano, que correu para esticar a perna e superar Fernando Prass, abrindo o placar.

O lance do gol mostrou que o Verdão precisava de um líbero para Ewerthon não constranger Lúcio ainda mais e Kleina, então, transformou Marcelo Oliveira em terceiro zagueiro. O volante de origem, contudo, tem boa condição física para subir e, por isso, foi fundamental para arrumar, também, o placar.

Aos 21 minutos, Marcelo Oliveira foi à frente e esperou o tempo certo para tocar na medida entra três rivais para Wendel, que também teve precisão ao fazer a bola atravessar cinco adversários até encontrar Valdivia. O chileno dominou o cruzamento rasteiro de canhota e bateu de direita, sem deixar a bola cair, para já começar 2014 com um belo gol.

Foi um lance para acordar o camisa 10, que pouco corria e errava passes. Pouco depois de seu gol, ele e os outros atletas ainda tiveram o tempo técnico para se refrescar do calor. Na volta, mais uma vez Ewerthon dando trabalho, dando o primeiro dos dois chutes que Prass defendeu no mesmo lance, impedindo o gol não só do ex-corintiano, mas também de Chico, aos 34 minutos.

O Verdão, porém, melhorou seu posicionamento e conseguia manter a bola na frente, explorando Wendel na direita e quase desempatando com Leandro no fim do primeiro tempo. No retorno do intervalo, enfim, Valdivia acordou, com passes que mostram sua classe, inclusive de calcanhar, e provocando como em suas boas fases.

Logo aos nove minutos, Fabão, jogador mais alto em campo, bloqueou chute de Valdivia dando socos e até cotovelada no chileno, que revidou com tapas e não se intimidou com as ameaças do alto zagueiro. Ambos levaram cartão amarelo, mas ficou clara a vontade do camisa 10.

Aos 13, o meia bateu falta com perigo. Nove minutos depois, iniciou a jogada da virada, tocando para Alan Kardec rolar para Leandro. O atacante fez mais um golaço na carreira, dominando na entrada da pequena área, deixando Fabão no chão e tocando por cima do goleiro Fábio, que resvalou na bola sem conseguir evitar a conclusão positiva do lindo lance.

O Atlético Sorocaba, que já tinha perdido dois jogadores por lesão, ainda tentava se encontrar, enquanto o Verdão usufruía de seu elenco. Aos 30 minutos, Marquinhos Gabriel, que tinha entrado no lugar de Mazinho, dominou preciso lançamento de Henrique do campo de defesa e, na grande área, rolou para Juninho ampliar o placar.

Os pouco mais de 15 minutos restantes só serviram para Mendieta estrear na temporada e o Palmeiras trocar passes de primeira ao som de "olé" da sua torcida, que compareceu em bom número em Sorocaba. A tranquilidade de um time que inicia o centenário da maneira mais tranquila possível. E ficou tudo ainda mais feliz quando Marquinhos Gabriel recebeu de Juninho e rolou para Wesley transformar a vitória em goleada já nos acréscimos.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO SOROCABA 1 X 4 PALMEIRAS

Local: Estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba (SP)
Data: 26 de janeiro de 2013, domingo
Horário : 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Cássio Luiz Zancopé (SP)
Assistentes: Carlos Augusto Nogueira Junior e Maria Eliza Correia Barbosa (ambos de SP)
Assistentes adicionais: Luiz Flavio de Oliveira e Márcio Roberto Soares (ambos de SP)
Cartões amarelos: Kasado, Montoya, Alex Willian, Fabão e Boquita (Atlético Sorocaba); Marcelo Oliveira e Valdivia (Palmeiras)

Gols:
ATLÉTICO SOROCABA: Ewerthon, aos 13 minutos do primeiro tempo
PALMEIRAS: Valdivia, aos 21 minutos do primeiro tempo; Leandro, aos 22, Juninho, aos 30, e Wesley, aos 47 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO SOROCABA: Fábio; Fabinho Capixaba, Fabão, Montoya e Alex Reinaldo (Allan); Kasado (Michel), Boquita, Douglas Packer e Alex Willian (Jeferson Maranhão); Ewerthon e Chico
Técnico: Ivan Baitello

PALMEIRAS: Fernando Prass; Wendel, Lúcio, Henrique e Juninho; Marcelo Oliveira, Wesley e Valdivia (Felipe Menezes); Leandro (Mendieta), Mazinho (Marquinhos Gabriel) e Alan Kardec
Técnico: Gilson Kleina

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.