Tamanho do texto

Jovem de 17 anos teria mostrado do dedo do meio para o atacante, que já está negociado com o Bayern de Munique

Já negociado com o Bayern de Munique, mas ainda vestindo a camisa do Borussia Dortmund até o final desta temporada, o atacante polonês Robert Lewandowski foi acusado de agredir um estudante do ensino médio, segundo informações do diário alemão Bild.

Amigo de Philip fotografou Lewandowski voltando para o carro após a suposta agressão
Arquivo pessoal
Amigo de Philip fotografou Lewandowski voltando para o carro após a suposta agressão

De acordo com a publicação, o aluno chamado Philip, de 17 anos de idade, estava caminhando para a escola com os amigos quando Lewandowski passou com sua Porsche Cayenne ao lado dos estudantes. E o atacante não gostou do gesto que o jovem fez.

Leia mais notícias e opiniões de futebol germânico no Blog do Alemão

"Quando eu vi que era ele no carro, eu lhe mostrei o dedo do meio, já que não gostei da ida dele para o Bayern. Eu sei que não fiz certo", disse Philip ao Bild.

"Ele saiu do carro inconformado, como um touro. Sua namorada (Anna Stachurska) também saiu do carro e fique com medo porque ela é faixa preta no caratê. Aí ele chegou até mim e perguntou porque eu fiz aquilo", contou o estudante, que relatou o momento da agressão.

"Depois disso ele me deu um soco na cabeça e eu caí no chão. Eu ainda sinto muita dor de cabeça por conta disso", completou Philip.

Juntamente com seu pai, o garoto de 17 anos foi até a delegacia de Dortmund e prestou queixa contra Lewandowski. De acordo com as autoridades locais, duas testemunhas confirmaram o relato de agressão.

Confira atletas que já tiveram problemas na Justiça:

Em sua página oficial do Facebook, o ainda jogador do Borussia Dortmund negou que tenha agredido Philip. O diretor executivo do clube, Hans-Joachim Watzke, também falou com a reportagem do Bild sobre o ocorrido e disse que o garoto inventou a história.

"Falei com Robert e ele nega veementemente as acusações. Ele me explicou que o menino lhe mostrou o dedo do meio, então ele saiu do carro, colocou a mão no ombro do garoto e lhe perguntou por que ele estava fazendo uma coisa dessas. Robert jura que não encostou e nem agrediu o jovem. Acredito 100% no Robert", disse Watzke.

    Leia tudo sobre: Bayern de Munique
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.