Tamanho do texto

Jogando em Americana, equipe do técnico Mano Menezes venceu por 1 a 0 e segue líder de seu grupo

Guerrero fez o gol da vitória diante do Paulista
Helio Suenaga/Gazeta Press
Guerrero fez o gol da vitória diante do Paulista

Mano Menezes previu dificuldades físicas no início da temporada e pediu que seus atletas as superassem, pois as vitórias trariam confiança. Foi o que o Corinthians fez na noite de quarta-feira, em Americana, contando com um cabeceio de Guerrero para derrotar o Paulista por 1 a 0.

Comente esta notícia com outros torcedores

Foi a segunda vitória em dois jogos da equipe do Parque São Jorge, que precisou atuar longe de casa por conta de uma punição por uso de sinalizadores na final do último Campeonato Paulista. Houve dificuldade, justamente pelo claro cansaço de alguns jogadores, mas o atual campeão voltou a vencer.

O gol saiu aos 33 minutos do segundo tempo, em uma jogada tentada pelo Corinthians ao longo de toda a partida. Com boa articulação de Rodriguinho, o time atacou muito pelos lados até finalmente conseguir um cruzamento certeiro de Emerson, que chegou à cabeça do artilheiro peruano.

A essa altura, o ritmo do jogo já era mais lento do que no primeiro tempo, no qual os comandados de Mano criaram várias oportunidades e levaram uma bola na trave. Foi mais cadenciada a etapa final, mas o líder do Grupo B cumpriu o seu objetivo. O Paulista, com um ponto, está em terceiro no Grupo C.

Bom primeiro tempo

O Corinthians repetiu o que havia feito na primeira rodada, contra a Portuguesa, e começou a partida em Americana de maneira agressiva. A equipe usava muito bem os lados do campo e criava frequentes problemas para a defesa no Paulista nos cruzamentos.

Logo aos quatro minutos, o time de Mano construiu sua primeira chance clara, em batida de falta rolada para Uendel. Danilo subiu sozinho após o cruzamento e obrigou duas ótimas defesas de Juliano. Pouco depois, o goleiro contou com sua defesa para impedir um cabeceio provavelmente fatal de Guerrero.

Uendel tinha um bom entendimento com Danilo pela esquerda, o que gerava jogadas frequentes por ali. Foi em um desses lances que Guerrero ajeitou de cabeça para Romarinho, que chutou mal. Mas o Corinthians acabou diminuindo um pouco o ritmo, e o Paulista também passou a chegar com perigo.

Como os laterais alvinegros avançavam, a resposta era atacar nas costas deles. Raul aproveitou as subidas de Uendel para construir lances perigosos por ali – a bola chegou a pipocar na pequena área em um deles. Do outro lado, Patrick bateu de fora e viu Walter fazer grande intervenção antes de a bola bater no poste.

Ainda no primeiro tempo, já ficou claro o desgaste de alguns jogadores pelo esforço no começo da temporada. Mesmo assim, o atual campeão estadual deu um último gás antes do intervalo contando com articulação competente de Rodriguinho. Romarinho cabeceou livre na risca da pequena área e errou.

Ritmo mais lento e gol

O Corinthians voltou do intervalo no campo de ataque, construindo seguidas jogadas pelo lado direito do campo. Diego Macedo levava vantagem sobre a marcação com frequência e conseguiu achar Guerrero em boa posição na área. O gol não saiu por causa do desvio na marcação.

A partir dos 15 minutos, no entanto, ainda que tenha mantido o domínio da posse de bola, a equipe alvinegra não conseguiu permanecer com força no ataque. Romarinho, com dor na canela após uma pancada, deu lugar a Emerson. Também com dor, Uendel foi substituído pelo improvisado zagueiro Felipe.

Aos 32, Mano resolveu arriscar um pouco mais e trocou Danilo por Alexandre Pato. Pato não chegou a tocar na bola, mas a mexida levou Emerson para o lado esquerdo, onde ele recebeu de Rodriguinho e cruzou, aos 33. Guerrero subiu bem e cabeceou no canto direito de Juliano para balançar a rede.

Foi o suficiente para fazer o Corinthians chegar aos seis pontos no Estadual e cumprir a meta estabelecida pelo chefe. O Paulista só teve maior ímpeto nos minutos finais, mas nada fez além de arriscar chutes de fora da área, sempre bloqueados pela defesa alvinegra.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 1 X 0 PAULISTA

Local: Estádio Décio Vitta, em Americana
Data: 22 de janeiro de 2014, quarta-feira
Horário: 22h (de Brasília)
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza
Assistentes: Rogério Pablos Zanardo e Alexandre Basílio Vasconcellos
Cartões amarelos: Emerson (Corinthians); Ewerton Pereira, Jeff Silva e Mineiro (Paulista)
Gol: Guerrero, aos 33 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Walter; Diego Macedo, Gil, Paulo André e Uendel (Felipe); Ralf, Guilherme, Rodriguinho e Danilo (Alexandre Pato); Romarinho (Emerson) e Guerrero
Técnico: Mano Menezes

PAULISTA: Juliano; Raul, Diego Santos, Gian e Jeff Silva; Mineiro, Ewerton Pereira, Lusmar e Dinélson (Esquerdinha); Patrick (Tiago Cavalcanti) e David Batista (Jô)
Técnico: Giba

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.