Tamanho do texto

Treinador esbarra na condição física dos seus atletas para escalar o melhor time em campo

Se 2014 prometia ser um ano diferente para o Vasco, o que se viu nos dois primeiros jogos do ano não deixou o torcedor animado. Pelo Campeonato Carioca, a equipe de São Januário tropeçou duas vezes diante de times menores, somando apenas dois empates, o que já preocupa seu trinador. Ciente da importância de um bom início, Adílson Batista já alertou para os pontos perdidos.

Em novo empate, Adílson vê Vasco 'muito abaixo do primeiro jogo'

Adilson Batista, técnico do Vasco
Flickr/Vasco da Gama
Adilson Batista, técnico do Vasco

"Temos que vencer desde o início e não apenas agora. Em um campeonato de pontos corridos é preciso ter atenção. Temos mais 13 rodadas. Fizemos um planejamento de metas com os jogadores e estamos deixando os pontos escaparem", ressaltou o comandante do Vasco, que espera ter reforços para a próxima rodada, contra o Friburguense, no domingo.

Vaiado, Vasco empata com Macaé e segue sem vencer no Carioca

Após o empate com o Macaé nesta quarta-feira, Adílson Batista quer promover algumas mudanças na equipe, mas depende ainda da avaliação médica. O treinador esbarra na condição física de seus atletas, já que, no início de temporada, a maioria do elenco não está em situação ideal para os jogos.

"Mudanças podem acontecer. Vou ver o departamento médico, as avaliações que fiz durante o jogo. Temos que levar em conta o rendimento, o aspecto físico. Estamos vendo tudo isso. Ninguém fez uma grande partida nesses dois jogos. Tivemos dificuldades contra o Macaé desde o início", lamentou Adílson.

Entre os possíveis reforços do Vasco para o domingo, o treinador não confirmou, mas acredita que contará com o goleiro Martín Silva e o lateral Eduardo Aranda. "Provavelmente devem ser titulares no domingo. Mas ainda temos que trabalhar, conversar, ver como eles estão. Vamos definir isso até sábado", destacou o comandante da Colina.