Tamanho do texto

Ofensivo, Corinthians cria chances, marca dois na Portuguesa e estreia com vitória no Paulistão 2014

Romarinho marcou o primeiro gol do Corinthians na temporada
Mauro Horita/Gazeta Press
Romarinho marcou o primeiro gol do Corinthians na temporada

O primeiro jogo do Corinthians em 2014 foi bem diferente do que a maioria dos disputados em 2013: houve gols. Melhor na maior parte do confronto com a Portuguesa, no Canindé, a equipe alvinegra teve a rede balançada uma vez, marcou duas e conseguiu uma justa vitória por 2 a 1.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Romarinho, o melhor em campo até sua substituição, e o ex-rubro-verde Guilherme abriram vantagem; Henrique descontou ainda no bom primeiro tempo. A etapa final foi mais arrastada, e o atual campeão paulista conseguiu largar no Estadual com um bom resultado.

Cumpriu-se a promessa do reestreante Mano Menezes de maior liberdade a Romarinho, o que teve claros efeitos positivos. Guerrero também foi bem enquanto teve gás, e o que se viu foi um time menos rígido do que aquele dirigido pelo multicampeão nos últimos difíceis meses.

O Corinthians tentará dar sequência ao bom início na próxima quarta-feira, em confronto com o Paulista em Americana - o time do Parque São Jorge cumprirá punição por uso de sinalizadores na final do ano passado. A Portuguesa, com o elenco ainda em formação, buscará a recuperação no mesmo dia, contra o Ituano, em Itu.

O jogo - Desde o começo da partida, ficaram claras as diferenças entre o Corinthians que começou 2014 e aquele que terminou preguiçosamente a última temporada. Logo aos dois minutos, Gil balançou a rede após falta batida por Romarinho, mas o primeiro gol do zagueiro em preto e branco foi anulado por impedimento.

A Portuguesa respondeu em cobrança de escanteio na qual Henrique ficou com a sobra na cara de Walter. O goleiro trabalhou muito bem e a formação do Parque São Jorge se viu em apuros por alguns minutos até estabelecer o seu domínio, apoiada nas ótimas jornadas de Guerrrero e Romarinho.

A promessa de Mano de mais liberdade a Romarinho se concretizou, e o atacante, sem estar amarrado à ponta direita, começou a se movimentar por todo o ataque, mostrando sua habilidade. Ele chegou a aplicar um elástico dentro da área, errando ao desistir do chute para tentar o passe, e foi decisivo no estabelecimento do Corinthians no ataque.

Os visitantes - em maioria nas arquibancadas - contavam com as boas chegadas de Uendel pela esquerda, com a movimentação de Romarinho e com o eficaz trabalho de pivô de Guerrero. O domínio já era totalmente alvinegro aos 33min, quando Uendel recebeu escanteio curto na esquerda e cruzou bem. Romarinho apareceu na risca da pequena da área e completou de cabeça.

O Corinthians seguiu no ataque e chegou ao segundo gol também de cabeça. Edenílson ficou com sobra na direita após tentativa de cruzamento de Rodriguinho e alçou. Diego Augusto errou o tempo da bola, e Guilherme, da marca do pênalti, cabeceou bem no canto esquerdo.

Os comandados de Mano só não desceram tranquilos para o vestiário porque vacilaram no finalzinho do primeiro tempo. Com o cronômetro já perto dos 47 minutos, Leandro recebeu lateral na direita, na linha de fundo, e conseguiu o cruzamento no giro, superando Uendel. Henrique chegou antes de Gil, cujo desvio matou Walter.

A Portuguesa voltou do intervalo com Bruninho no lugar de Diego Silva, em busca do empate, e escapou nos minutos iniciais do segundo tempo de levar o terceiro. Guerrero perdeu a primeira chance, após batida rápida de falta de Guilherme. O próprio Guilherme, após saída errada do adversário, desperdiçou boa oportunidade batendo para fora.

Possivelmente pela falta de ritmo, o Corinthians acabou diminuindo bastante a marcha. O jogo se arrastou em boa parte da etapa final, e a Portuguesa se animou em busca do empate. Em lance no qual os alvinegros reclamaram de impedimento, Walter teve de trabalhar muito bem duas vezes para impedir a igualdade.

A esta altura, Emerson já havia substituído Romarinho. Douglas ainda entrou no lugar d de Rodriguinho, e Guerrero deu lugar a Alexandre Pato. Na equipe da casa, a aposta foi em Caio e Jean Mota. Nada aconteceu, porém, que alterasse o rumo do confronto até o apito final.

FICHA TÉCNICA -  PORTUGUESA 1 x 2 CORINTHIANS

Local: Estádio do Canindé, em São Paulo (SP)
Data: 19 de janeiro de 2014, domingo
Horário: 17 horas (Brasília)
Árbitro: Guilherme Ceretta de Lima
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa
Público: 8.278 pagantes
Renda: R$ 263.860,00
Cartões amarelos: Bryan (Portuguesa); (Corinthians)
Gols:
Portuguesa: Henrique, aos 46 minutos do primeiro tempo
Corinthians: Romarinho, aos 33 minutos do primeiro tempo, e Guilherme, aos 39 minutos do primeiro tempo

PORTUGUESA: Gledson; Régis, Diego Augusto, Valdomiro e Bryan; Renan, Diego Silva (Bruninho), Carlos Alberto (Jean Mota) e Wanderson; Leandro (Caio) e Henrique
Técnico: Guto Ferreira

CORINTHIANS: Walter; Edenílson, Gil, Paulo André e Uendel; Ralf e Guilherme; Romarinho (Emerson), Rodriguinho (Douglas) e Danilo; Guerrero (Alexandre Pato)
Técnico: Mano Menezes

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.