Tamanho do texto

Treze jogadores que atuam na Espanha já levaram o prêmio de melhor do mundo desde sua criação

Criado pela Fifa em 1991 e realizado em conjunto com a revista France Football desde 2010, o troféu Bola de Ouro se tornou uma das principais premiações do esporte internacional. Nesta terça-feira, em evento realizado em Zurique, o atacante Cristiano Ronaldo (Real Madrid) superou Lionel Messi (Barcelona) e Franck Ribéry (Bayern de Munique) e faturou este título pela segunda vez em sua carreira. Com isto, os clubes espanhóis aumentaram seu domínio no evento.

Desde a fundação do prêmio, 13 atletas que atuavam no futebol espanhol receberam o troféu. A primeira vez ocorreu em 1994, quando o centroavante Romário (Barcelona) ganhou o título no mesmo ano em que conquistou a Copa do Mundo pela Seleção Brasileira. Após aquele ano, o clube blaugraná ainda foi responsável direto pela eleição de Ronaldo (uma vez), Rivaldo (uma vez), Ronaldinho Gaúcho (duas vezes) e Lionel Messi (quatro vezes).

Neymar recebe votos 'exóticos' como melhor do mundo; Fifa erra nome de Felipão

Além do Barcelona, o futebol espanhol faturou outros três prêmios com o Real Madrid. O francês Zinedine Zidane (2000), o português Luís Figo (2001) e Ronaldo (em 2002) estabeleceram hegemonia do clube branco durante três anos. O atacante brasileiro, inclusive, é o único a ter recebido o prêmio atuando pelos dois grandes clubes da Espanha.

Pelé é aplaudido de pé e chora ao receber Bola de Ouro de honra da Fifa

Ao todo, os times espanhóis tiveram o melhor jogador do mundo em 13 anos. A Itália, representada por Juventus (quatro vezes), Milan (duas vezes) e Internazionale (duas vezes), aparece em segundo na lista, com oito troféus. Entre os países, o Brasil é quem mais teve atletas eleitos, sendo campeão com Ronaldo (1996, 1997 e 2002), Ronaldinho Gaúcho (2004 e 2005), Romário (1994), Rivaldo (1999) e Kaká (2007).

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.