Tamanho do texto

Lateral, que não vinha sendo aproveitado pelo técnico Jorge Jesus, pode ter como destino o Vasco da Gama

Em agosto de 2013, Cortez enfrentou o São Paulo, em jogo válido pela Copa Eusébio
Getty Images
Em agosto de 2013, Cortez enfrentou o São Paulo, em jogo válido pela Copa Eusébio

Ainda com futuro incerto para sequência deste ano, o lateral esquerdo não é mais jogador do Benfica. Vinculado ao São Paulo até 2016, o atleta estava emprestado ao clube português até o final desta temporada do futebol europeu, mas acabou rescindido seu vínculo antecipadamente por ser pouco utilizado pelo treinador Jorge Jesus.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"O Jesus atua com laterais quase que exclusivamente defensivos, então estava difícil buscar espaço entre os titulares. É uma maneira de jogar que não estou acostumado. Cheguei a seleção brasileira pelo meu diferencial de apoiar bem o ataque. Ao lado de meus empresários e dos dirigentes do Benfica, decidimos em conjunto pela rescisão", afirmou.

Durante o período em que esteve na equipe lusitana, Cortez atuou em seis partidas, sendo todas como titular pelo Campeonato Português , e não marcou nenhum gol. O também brasileiro Guilherme Siqueira, contratado no início desta temporada, assumiu vaga na escalação principal e tem sido habitualmente utilizado por Jorge Jesus.

Confira a classificação atualizada, artilharia e notícias do Campeonato Português

Apesar de não ter mais contrato com o Benfica, Cortez não será utilizada pelo técnico Muricy Ramalho no São Paulo em 2014. Contratado pelo clube tricolor por aproximadamente R$ 6 milhões em negociação com o Botafogo , em dezembro de 2011, o lateral esquerdo foi titular absoluto na temporada seguinte, mas caiu de rendimento no último ano e acabou negociado. O Vasco da Gama , que disputará o Campeonato Brasileiro da Série B em 2014, surge como possível destino do atleta.

Mercado da bola: veja o entra e sai de atleta e os boatos que envolvem seu clube

"Ainda não sei onde vou jogar neste ano. Recebi muitas sondagens de clubes do Brasil e do exterior. Meus empresários estão definindo o melhor para minha carreira. Comentei com eles que gostaria de voltar ao futebol brasileiro para ficar perto de meus familiares e também por acreditar que é o lugar ideal para mostrar tudo o que sei. Estou certo de que o melhor acontecerá e de que vou voltar a dar o que falar em 2014", encerrou o lateral esquerdo.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.