Tamanho do texto

Meia diz que seguirá no time e que terá uma definição do técnico do Wolfsburg sobre futuro até fevereiro

Diego vai ficar na Alemanha até o meio do ano
Matthias Schrader/AP
Diego vai ficar na Alemanha até o meio do ano

O Santos fica cada vez mais sem saída nas negociações para repatriar Diego. Depois de reclamar dos altos valores exigidos pelo meia-atacante, o Peixe agora sabe que terá de esperar mais seis meses para tentar concretizar a contratação. Isso porque o próprio Diego afirmou que não deixará o Wolfsburg antes de junho.

Deixe seu recado e comente com outros leitores

O vínculo do meia revelado na Vila Belmiro com o time alemão tem mais um semestre de validade, o que deixa o jogador livre para negociar um novo contrato com qualquer equipe. Diego, no entanto, aguarda os planos do técnico Klaus Allofs para saber se seguirá vestindo a camisa dos Lobos ou se buscará novos ares ao final da temporada europeia.

Acompanhe a movimentação do mercado da bola 

"Eu vou permanecer aqui no Wolfsburg pelo menos até o final desta temporada. Ele (técnico) me disse que no final de janeiro ou no começo de fevereiro tomará uma decisão sobre meu futuro. Portanto, pretendo esperar para ver como o clube pensa", declarou o brasileiro em entrevista ao jornal alemão Kicker .

Leia também: Com auxílio da Doyen Sports, Santos pode acertar com meia Lucas Lima

A diretoria do Santos já teria recuado nas conversas com Diego desde que constatou que poderia gastar mais de R$ 1 milhão por mês para mantê-lo no elenco. Os alvinegros agora esperam que o fundo de investimentos que ajudou nas últimas contratações do clube possa viabilizar o acordo com o ídolo campeão brasileiro em 2002.

Depois de se destacar no Atlético de Madri na temporada 2011/2012, Diego demorou a engrenar com a camisa do Wolfsburg, mas já se tornou uma das referências do time que ocupa a quinta colocação no Campeonato Alemão. Após a pausa de inverno, os Lobos voltam a campo na Bundesliga no dia 25 de janeiro para receber o Hannover na Volkswagen Arena.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.