Tamanho do texto

José Carlos Brunoro confirmou reforços e ainda negocia com ao menos cinco jogadores para o ano do centenário

França, novo volante do Palmeiras, ao lado do empresário Marcelo Lipatin
Divulgação
França, novo volante do Palmeiras, ao lado do empresário Marcelo Lipatin

José Carlos Brunoro não anunciou nesta segunda-feira um pacote de reforços do tamanho que se esperava. O diretor executivo do Palmeiras limitou-se a confirmar as contratações do volante França e os atacantes Diogo e Rodolfo, únicos que já estão treinando com o grupo. As negociações com o zagueiro Lúcio e outros quatro atletas ainda não foram concluídas, mas a expectativa é que o quinteto comece a treinar até segunda-feira.

Deixe o seu recado e comente com os outros leitores

"Anuncio o França, o Diogo e o Rodolfo porque são três situações já acertadas. Não falamos em nomes que estão em negociação. São jogadores ventilados, mas não vamos nos pronunciar até ter definição", disse Brunoro, tão preocupado em não criar esperanças à toa na torcida que nem promete mais nomes. "Vamos esperar, está bom?", pediu.

O plantel para começar o ano do centenário, contudo, não está completo, tanto que Brunoro e o presidente Paulo Nobre nem fizeram ainda o tradicional discurso aos atletas antes da estreia na temporada, até porque mesmo o técnico Gilson Kleina esteve ausente na reapresentação desta manhã. O papo entre dirigentes e jogadores ocorrerá na segunda-feira ou no primeiro treino em Itu, na terça-feira, quando o grupo tiver outros novos nomes.

Detalhes separam as confirmações de mais cinco. Lúcio já rescindiu com o São Paulo, como pedia Brunoro, o meia Marquinhos Gabriel e o lateral esquerdo William Matheus já acertaram salários e há acordos com seus empresários, o meia Bruno César só depende da definição do valor de seu empréstimo pelo Al Ahli, da Arábia Saudita, e o Libertad, do Paraguai, deve se aproximar dos US$ 1,2 milhões (quase R$ 3 milhões) que o Verdão está disposto a pagar pelo lateral direito Moreira.

Novidades em relação aos cinco casos podem acontecer ainda nesta sexta-feira. Enquanto isso, o trio de reforços confirmados deve ser apresentado oficialmente na segunda-feira, no último treinamento antes dos 11 dias de trabalho do elenco concentrado em Itu. Todos chegam com aval da comissão técnica.

Diogo, que se desligou da Portuguesa e assina por um ano. "O Kleina gostou muito do nome. É um jogador com experiência, e precisamos de jogadores rodados. Foi uma oportunidade muito grande que aproveitamos de acordo com o que o Kleina precisava", disse Brunoro.

Os outros dois são apostas. França, por exemplo, tem 22 anos e nem entrou em campo pelo Hannover, da Alemanha, em 2013 por problemas de saúde, incluindo uma tuberculose. Mas chega por empréstimo por um ano graças ao que fez por Coritiba e Criciúma antes de ser vendido, embora seja desconhecido de boa parte do público.

"Tivemos excelentes recomendações do período do França antes de ir para a Alemanha. Tem um vigor extraordinário. Não tocamos no período que ele passou na Alemanha porque enfrentou problemas de saúde, contamos muito com as informações de antes e investimos nele", explicou Brunoro, ciente de que o acordo de empréstimo dá opção de compra ao Verdão no final do contrato, em dezembro.

Rodolfo, por sua vez, se destacou no time sub-20 do Rio Claro e assinou até 30 de novembro de 2018. "Estamos olhando jogadores como futuro ativo do Palmeiras. Ele é um jovem que se destacou muito, olhamos isso há algum tempo. Apostamos muito na juventude, inclusive de jogadores do próprio Palmeiras que estão subindo", justificou o diretor executivo.

Bruno renova e outros jogadores voltam

Dos 13 jogadores que ficaram sem contrato na terça-feira, o Palmeiras abriu mão de nove, tenta manter Leandro e concluiu a permanência dos outros três. Além de renovar com Wendel e Marcelo Oliveira por um ano, acertou com o goleiro reserva Bruno por duas temporadas. O elenco ainda contará em 2014 com o zagueiro Luiz Gustavo e os meias Patrick Vieira e Mazinho, que voltam de empréstimo.

Bruno completará 30 anos, foi decisivo negativamente ao levar frango na eliminação do time na Libertadores de 2013 e viu o terceiro goleiro Fábio receber chances na Série B quando Fernando Prass foi poupado. Mesmo assim, o jogador formado nas categorias de base do Verdão e titular na conquista da Copa do Brasil e no rebaixamento do Brasileiro de 2012 assinou até dezembro de 2015.

Wendel e Marcelo Oliveira já estavam apalavrados e concluíram a parte burocrática de suas permanências antes do treino desta sexta-feira, quando o elenco se reapresentou. Entre os atletas, estava outro trio que Gilson Kleina pediu para ser mantido e será usado ao longo da temporada.

Patrick Vieira e Mazinho jogaram no futebol japonês em 2013, de acordo com o diretor executivo José Carlos Brunoro, como parte de um "plano de carreira". Já Luiz Gustavo, zagueiro de origem, estava no Vitória, fará 20 anos em fevereiro e fica também por ser opção na lateral direita, posição em que terá a concorrência do jovem Bruno Oliveira e de Wendel.

Entre atletas que treinavam no elenco no ano passado, o volante Renatinho, titular na última rodada da Série B do Brasileiro, agradou e terá mais chances, assim como o zagueiro Thiago Martins, que não estará entre os profissionais neste mês para disputar a Copa São Paulo de Futebol Júnior. Já o volante João Denoni continua emprestado ao Oeste, assim como o meia Diego Souza e o atacante Emerson.

O lateral esquerdo Victor Luis, apesar de trabalhar com Kleina desde que voltou de empréstimo do futebol português em julho, deve ser emprestado novamente. As apostas em seu setor serão Juninho, mais uma vez, e William Matheus, ex-Goiás e que será anunciado em breve.

Jogadores como os atacantes Tutinha e Miguel, que estavam no futebol coreano, e o zagueiro Wellington, ex-ASA-AL, também devem ser repassados a outros clubes. "Profissionalizamos o departamento das categorias de base para utilizá-la, e o empréstimo de alguns deles faz parte de um plano de carreira, mandamos os jogadores para um lugar em que tenhamos acesso ao seu aproveitamento", explicou Brunoro.

Novo preparador de goleiros

Palha, que chegou ao clube em setembro de 2012 com Gilson Kleina, aceitou proposta do exterior e o novo responsável pela função será Fernando Miranda, ex-goleiro da base palmeirense e que já participava da preparação de atletas da posição. Efetivado como preparador de goleiros, Fernando Miranda atuava como observador técnico.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.