Tamanho do texto

Partida, realizada na cidade natal do goleiro, já é tradicional e sempre tem a presença do são-paulino

De volta do passeio pelos Estados Unidos com a esposa e as filhas, Rogério Ceni está novamente em Sinop (MT), onde começou no futebol e onde ainda moram seus familiares. Lá, o goleiro do São Paulo participará nesta segunda-feira de um jogo beneficente ao lado de amigos, no estádio Municipal Massami Uriu, conhecido como Gigante do Norte.

Leia mais: Rogério Ceni renova contrato com o São Paulo até o final de 2014

Não é a primeira vez que o mais ilustre ex-morador da cidade prestigia o evento. E, como de costume, não atuará debaixo da trave, mas sim na linha, como conta Júlio César Lobo, o Biro, também ex-jogador do Sinop Futebol Clube e responsável por organizar a tradicional partida de fim de ano. "Ele joga sempre. Só teve uma vez em que estava com o joelho dolorido e não atuou o tempo todo. Mas, mesmo assim, só saiu no começo do segundo tempo", diz.

Neste ano, quando renovou contrato com o São Paulo por mais uma temporada, Ceni e seus amigos - alguns contemporâneos do título mato-grossense de 1990 - enfrentarão um combinado de São José do Rio Claro, cidade localizada a pouco mais de 200 km de Sinop. A entrada será um quilo de alimento não perecível.

Ceni retornou de Miami (EUA) nesta semana e seguiu para a fazenda da família, em Santa Carmem, próxima de Sinop, onde pretende descansar nos dias restantes de férias. A volta aos trabalhos no São Paulo está marcada para a manhã de 6 de janeiro, no CT da Barra Funda.

Depois de ter vivido uma temporada sofrível em 2013, limitando-se basicamente a lutar contra o rebaixamento à segunda divisão do Campeonato Brasileiro, o ídolo são-paulino aceitou renovar por mais um ano seu vínculo com o clube, na esperança de se aposentar com ao menos um título. A vontade de ser campeão é tanta que ele tem feito academia antes mesmo da pré-temporada.

A partida beneficente desta segunda-feira (às 20 horas, no Gigante do Norte), além de ajudar instituições de Sinop, servirá também para manter a forma física antes de se reapresentar a Muricy Ramalho. O treinador foi um dos principais motivos que o fizeram desistir de parar aos 40 anos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.