Tamanho do texto

Rafael Bastos, jogador do Al Nassr, teve seu visto de saída bloqueado e se diz "refém" do clube

Fato comum no final da década de 1990 e no início dos anos 2000, mais um jogador brasileiro pede ajuda para conseguir voltar do Oriente Médio. Neste sábado, o meia-atacante Rafael Bastos usou a internet para avisar que teve o visto de saída bloqueado na Arábia Saudita e pediu ajuda para tentar retornar ao Brasil.

Mercado da bola: veja o entra e sai de atletas e os boatos do seu clube

Rafael despontou no futebol com a camisa do Bahia em 2006 e logo foi emprestado ao Belenenses e ao Nacional da Ilha da Madeira, ambos de Portugal. De volta a Salvador, atuou pelo rival Vitória por alguns meses e se transferiu para o Consadole Sapporo, do Japão. Em 2009 esteve em Portugal novamente, dessa vez para defender o Braga.

Rafael Bastos em sua passagem pelo Cluj, da Romênia
AP
Rafael Bastos em sua passagem pelo Cluj, da Romênia

Um ano mais tarde, os romenos do Cluj contrataram o brasileiro por três anos antes de negociá-lo com o Al Nassr. Pelo time saudita, Rafael afirma ter marcado 11 gols após se adaptar rapidamente à capital Riad e ao clube. Apesar do bom desempenho, ex-jogador do Bahia afirma estar sendo preso no país do Oriente Médio e publicou desabafo na rede social Twitter .

"Hoje estou em casa em Riad, uma cidade que aprendi a gostar e um clube que passei a defender com todo meu esforço e dedicação. O que recebo em troca? Sou refém do Al Nassr, não me dão visto de saída. Meus filhos e minha mulher choram. Minha família no Brasil se desespera. Não sei o que fazer mais. Peço a Deus que ilumine nossos caminhos", lamentou.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.