Tamanho do texto

Jogador afirma que não fecha nenhuma porta, mas deixa claro que sua prioridade é assinar com um time europeu

Diego tem contrato com alemão Wolfsburg até o meio de 2014
Matthias Schrader/AP
Diego tem contrato com alemão Wolfsburg até o meio de 2014

Campeão Brasileiro em 2002 pelo Santos, Diego é um dos principais alvos da diretoria alvinegra nesta janela de transferências, mas pode frustrar os planos do clube. Com vínculo com o Wolfsburg até a metade do próximo ano, o meio-campista não fecha as portas para o possível retorno, porém afirma ter vontade de permanecer na Europa por enquanto.

Deixe seu recado e comente com outros leitores

"Sempre deixei claro que a minha prioridade é continuar na Europa, até pelas possibilidades que existem nesse momento. Tenho um carinho muito grande e sou muito grato ao futebol brasileiro, principalmente ao Santos. E foi por isso que eu deixei aberta essa possibilidade (de retornar ao Peixe). Não fecho as portas e procuro conduzir as coisas de forma que, no fim, todas as partes, independentemente do que aconteça, saiam satisfeitas", diz o atleta.

Leia também: Sem investidor, Santos tem dificuldades em acertar com meia Diego

Para contar com o meio-campista na próxima temporada, o Santos está disposto a desembolsar R$ 700 mil mensais, mas tenta reduzir o pedido de luvas, que gira em torno de R$ 5 milhões. O Alvinegro da Vila Belmiro tem conversado diretamente com o pai e agente do jogador, Djair Ribas.

Veja também: Santos está próximo de fechar com Vargas e Bruno Uvini

Parte do Comitê de Gestão defende a assinatura de um pré-contrato com o atleta em janeiro, assim o Santos não precisaria compensar o Wolfsburg financeiramente pela transferência, já que Diego só chegaria à Vila Belmiro após o término do seu contrato com a equipe alemã, em julho. Mas o meio-campista afirma não ter nada acertado com o Alvinegro.

Acompanhe a movimentação do mercado da bola

"Existe a possibilidade (de assinar pré-contrato com o Santos), mas é complicado ter certeza nesse momento. Vivo uma situação especial, são meus últimos seis meses de contrato. Existem muitas possibilidades e interesses, até do Wolfsburg querer a renovação do contrato. Tenho procurado me concentrar no momento positivo que nós vivemos no Campeonato Alemão. Nesse momento, tenho que jogar concentrado e corresponder, é o que tenho feito", declara Diego, citando a boa campanha de sua equipe no torneio nacional, no qual ocupa a quinta colocação e está vivo na briga por uma vaga na Liga dos Campeões.

Além de Diego, o Santos ainda busca mais reforços no mercado. Após acertar com o centroavante Leandro Damião, a diretoria negocia a contratação de Rildo, da Ponte Preta, e de Eduardo Vargas, que pertence ao Napoli, mas defendeu o Grêmio na última temporada.

Outro nome sondado pelo time da Vila Belmiro é Robinho, mas a negociação com o jogador do Milan também não é nada fácil. Diego fala em reeditar dupla com companheiro no futuro.

"Robinho é um grande amigo e um jogador espetacular. Seria um prazer voltar a jogar com ele. Quem sabe? São possibilidades que nos animam. Nesse momento, vivemos realidades diferentes. Ele está no Milan, eu no Wolfsburg. Estamos felizes, mas ainda temos muito que fazer. Quem sabe um dia a gente se reencontra. Seria um prazer", afirma Diego