Tamanho do texto

Anunciados como reforços nesta quinta-feira, goleiro e atacante já foram apresentados pelo clube gaúcho

Após o anúncio da contratação do goleiro Dida e do atacante Wellington Paulista, a diretoria do Internacional de Porto Alegre apresentou na tarde desta quinta-feira, no centro de treinamento Parque do Gigante, os dois jogadores. Os novos reforços assinaram por dois anos com a equipe Colorada.

Internacional contrata Dida e assina com o goleiro por duas temporadas

Dida estava no Grêmio, maior rival do Inter e, segundo o goleiro, essa troca entre equipes adversárias é inédita. "A sensação é boa. Foi a primeira vez que eu fiz isso na minha carreira. É um desafio importante". O arqueiro ainda afirmou ter a expectativa de fazer boas atuações, assim como fez no Tricolor Gaúcho. "Eu acredito que eu possa vir a fazer as mesmas coisas que eu fiz lá", acrescentou.

Mercado da bola: veja o entra e sai de atleta e os boatos que envolvem seu clube

A idade não é problema para o jogador de 40 anos. "No Grêmio eu consegui fazer uma boa temporada e espero que eu faça o mesmo aqui. Eu tenho a plena convicção de que posso manter o nível técnico nesses dois anos (de contrato com o Inter). Se eu me comprometi é porque não tenho dúvidas disso. A minha parte física, que eu acho muito importante, está sempre boa, porque sou dedicado quanto a isso", garantiu Dida.

Um dos objetivos do técnico Abel Braga era rejuvenescer a equipe. Apesar disso, o goleiro não teme ficar de lado na equipe. "Eu sou trabalhador. Ainda não sei bem qual a ideia. Vou trabalhar com os outros goleiros sempre tentando conquistar uma vaga de titular. Mesmo se o Abel tiver essa finalidade na equipe, eu acredito que, como goleiro, ter quarenta anos é até importante".

Com uma carreira recheada de títulos, Dida quer sair vitorioso nos dois anos de contrato. "Espero contribuir, conseguir sucesso e conquistar títulos. Quando voltei da Europa, na Portuguesa e no Grêmio busquei esse objetivo. Nada melhor do que nesse final de carreira chegar a isso.

O atacante Wellington Paulista, também apresentado nesta quinta, não teme a briga pela titularidade. "Vim para ajudar e somar o grupo. A disputa dentro do elenco é sadia. Também já passei por concorrências", disse o jogador, que prometeu versatilidade. "Posso fazer dupla com qualquer jogador que o Abel escolher. Estou à disposição do elenco, do clube Internacional. Não tenho problemas em sair da área para buscar a bola. Posso jogar na posição na qual o professor escolher", disse.

O clássico Gre-Nal também foi citado por Wellington. "Já passei por outros clássicos em outros estados. E aqui é assim. Tive até sorte em fazer gol no Grêmio em algumas vezes em que eu joguei contra. Não prometo gols, mas sim empenho e determinação, porque eles saem naturalmente", afirmou.