Tamanho do texto

Chapecoense conseguiu pela primeira vez o direito de disputar a Série A do Brasileirão

Natural de Chapecó e ídolo do Chapecoense, o experiente centroavante Rodrigo Gral, de 36 anos, expressou satisfação ao ter seu contrato renovado com o clube catarinense. Realizado, o jogador declarou que o acesso do seu time de coração ao Campeonato Brasileiro da Série A não estava presente nem em seus melhores sonhos e exaltou a dedicação de seus companheiros na realização do objetivo.

"Nem nos meus melhores sonhos eu imaginaria isso. Agradeço muito por vestir a camisa da minha cidade, do meu clube de coração. Nunca tinha sido jogador da Chapecoense. Tudo foi feito em conjunto, alcançado foi com muito trabalho. Claro que a chegada do Gilmar (Dal Pozzo, técnico) ajudou muito, passamos pela Série C e depois Série B e agora será a Série A. Estou muito feliz, pois essa comunidade merece", celebrou.

Adiante, Gral exaltou seus companheiros e ressaltou a qualidade do grupo com quem trabalhou em 2013: "Abrimos mão de muita coisa. É um dos melhores grupos que eu já trabalhei na minha carreira. Esse clube merece estar na elite do futebol. São sonhos que estou realizando. Eu queria fazer o gol de número 500 com a camisa da Chapecoense ou do Grêmio, e tive a felicidade de voltar para a minha cidade e conseguir essa trajetória com o time do meu coração. É uma coisa maravilhosa. Agora é só pensar em trabalhar para que 2014 seja tão bom quanto", completou.

A Chapecoense estreia na próxima temporada no dia 26 de janeiro, domingo, diante do Juventus de Jaraguá do Sul, em partida válida pela rodada inaugural do Campeonato Catarinense.