Tamanho do texto

"Apresentamos uma proposta muito boa e estamos otimistas", disse o presidente santista

O Santos está animado com a possibilidade de se reforçar com o atacante Vargas, que defendeu o Grêmio na temporada passada e pertence ao Napoli. Até mesmo as exigências feitas pelo clube italiano para liberar o jogador são relevadas por Odílio Rodrigues, presidente em exercício do time da Vila Belmiro.

Mercado da bola: veja o entra e sai de atleta e os boatos que envolvem seu clube

Vargas celebra gol do Grêmio contra o Botafogo: sem espaço no Napoli
Edu Andrade/Fatopress/Gazeta Press
Vargas celebra gol do Grêmio contra o Botafogo: sem espaço no Napoli

"Precisamos entender o Napoli, que está tentando minimizar o investimento que fez por meio de um empréstimo. Mas apresentamos uma proposta muito boa e estamos otimistas", avisou Odílio, em entrevista à Rádio Bandeirantes .

Leia mais: Nenê admite volta ao Brasil e diz que quase fechou com o Santos

Projetando a valorização do atacante chileno após a Copa do Mundo de 2014, o Napoli pretende ter a liberdade de rescindir o empréstimo com um clube brasileiro caso tenha a oportunidade de lucrar mais com a venda do atleta.

Como desembolsou € 11 milhões (R$ 35 milhões) para tirar Vargas da Univesidad Católica em 2011 e não obteve grandes resultados em campo, o Napoli pretende minimizar o seu prejuízo. A diretoria do Santos tem declarado ser compreensiva com a postura dos italianos - ao mesmo tempo em que adiantou as negociações salariais com o atleta.

De qualquer maneira, o Santos ainda enfrenta concorrência por Vargas. O rival São Paulo também manifestou interesse no jogador, assim como clubes europeus.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.