Tamanho do texto

Há duas semanas o clima era de euforia na despedida para o Marrocos. Nesta segunda-feira o clima foi de melancolia

No dia 9 de dezembro, a delegação do Atlético-MG embarcava para o Marrocos com o aeroporto tomado pela torcida, que fazia festa na despedida dos jogadores. Duas semanas depois, o desembarque foi completamente diferente. Nesta segunda-feira, o elenco chegou a Belo Horizonte e encontrou o Aeroporto Internacional de Confins vazio.

Com atuação apagada, Atlético-MG vence Guangzhou e fica em 3º no Mundial

A surpreendente eliminação para o Raja Casablanca, do Marrocos, na semifinal do Mundial de Clubes, fez com que a volta para o Brasil fosse amarga e o peso da derrota não foi aliviado nem mesmo com a conquista do terceiro lugar sobre o Guangzhou Evergrande, da China. Dos poucos atleticanos que deram entrevista após o desembarque, Michel e Luan chamaram a atenção para o amargo voo de volta.

"Foi uma viagem muito dura para nós. Viemos de cabeça inchada por tudo que aconteceu no Mundial. Não era o que a gente queria, mas conseguimos o terceiro lugar, que é muito importante", falou o lateral Michel, dando importância à medalha de bronze que trazia na mala.

Já o atacante Luan lamentou ver o aeroporto vazio e o mau resultado no Marrocos. "Sem dúvida, não foi da forma que a gente esperava. Saímos daqui com milhares de torcedores fazendo festa, mas infelizmente não deu para trazer o título mundial. Agora é trabalhar muito para chegar lá de novo e trazer este título", planeja.

O atacante Diego Tardelli reconhece que a derrota para os marroquinos do Raja Casablanca não era o esperado, mas já faz planos de conquistar a Libertadores em 2014 e voltar ao Mundial daqui um ano.

"É levantar a cabeça. Serviu de experiência. Não era o que queríamos, mas temos que valorizar o que fizemos no ano todo. Tivemos a oportunidade de disputar o Mundial pela primeira vez. Vamos lutar para ganhar a Libertadores e voltar no ano que vem para acabar com essa má impressão que deixamos", disse o atacante.

Jogadores do Atlético-MG comemoram o gol de Diego Tardelli na vitória sobre o Guangzhou
Getty Images/Steve Bardens
Jogadores do Atlético-MG comemoram o gol de Diego Tardelli na vitória sobre o Guangzhou

Tardelli admite que existiu excesso de confiança do Atlético-MG, o que acabou atrapalhando a equipe, que já contava com uma final contra o Bayer de Munique. "Houve excesso de confiança. Tudo que falavam do Atlético-MG não aconteceu, ou seja, a semifinal com Monterrey e a final com Bayern. Foi sofrido, mas o terceiro lugar é valorizado para a gente", declarou.

O Atlético-MG vai iniciar a caminhada para tentar voltar ao Mundial de Clubes em fevereiro, quando estreia na Libertadores, encarando os venezuelanos do Zamora. O Galo ainda terá pela frente na fase de grupos os paraguaios do Nacional, os mexicanos do Monarcas Morélia ou os colombianos do Santa Fé, o que será definido posteriormente.

De férias, o elenco volta a trabalhar apenas no dia 20 de janeiro, quando se reapresenta à tarde, na Cidade do Galo, com o novo treinador Paulo Autuori. O Atlético faz sua estreia na temporada 2014 no dia 29 de janeiro, quando encara o Minas Futebol, na Arena do Jacaré, em partida válida pelo Campeonato Mineiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.